Pular para o conteúdo principal

Santa (im)paciencia...

Existem dois jeitos de saber se eu estou estressada ou nao: primeiro, se vc me vir carregando salgadinho ou chocolate por aí, é um bom indicio. Quando estou estressada, viro uma ermitãzinha maluca e começo a estocar comidinhas (ou porcarinhas) na minha bolsa. Que já é lotada de coisas, e acaba ficando com cheirão de Baconzitos ou Cebolitos. Sim, estou com 2 pacotes de salgadinhos abertos aqui na bolsa, o que nao é um bom sinal. E chocolate Hersheys, e pao de mel. Que inclusive me lembrei agora, já tinha comprado 1 pacote de pao de mel ontem. Ai credo, que coisa mais obesa!!!

O outro sinal evidente de que estou quase a ponto de estourar é quando começo a dar respostas mal educadas, secas, irritadas, sem sorriso. Pras outras pessoas, pode até parecer normal, mas eu sinto quando minha aura saiu do tom ideal e começa a ficar cinzinha. Fiquem longe de mim nessas horas, é o momento em que tenho que me afastar da humanidade. Hoje estava numa reuniao cheia de trololó, e sabe quando simplesmente vc nao aguenta mais?? Ainda bem que teve um jantarzinho no meio pra descontrair. Depois, sai de fininho. E vim me refugiar da humanidade.

Humanos, quem entende os humanos?? Hoje de manha, vi uma velhinha muito velhinha mesmo, devia ter uns 90 anos. E ela tinha muito medo de escada rolante!! Ela colocou o pé no degrau da escada do metrô e começou a gritar, berrar de medo!! Tadinha!! Um cara teve que segurar ela pra nao cair, e ela gritando desesperada AI, AI, SOCOOOOORRROO!! hihihi...tadinha né?? Já imaginou ela dentro de um elevador?? =P

De manhazinha, fui numa reuniao na Radio Nikkey (acho que vou ser reporter da TV, vou estrear na televisao, eba!!). E é na estacao Jabaquara, no fim do mundo (ou pelo menos, no fim da linha do metrô). Me perdi animal, mas consegui encontrar o caminho depois de uns 20 minutos andando a esmo. Foi super rapidinha a reuniao. Vim embora pro centro.

Depois fui na loja da VIVO, pra ver se o pessoal resolvia meu problema: pelo atendimento telefonico, ia demorar no minimo 9 dias pra eu receber um novo celular. Pelo atendimento pessoal, eu ia ter que pagar uma multa de R$ 200. Mas conversando com a atendente, ela deu um jeitinho e eu saí da loja com um celular novinho em folha!! E sem pagar multa!! Ela foi muito muito legal!! =D

Daí pra frente, fui almoçar no shopping, porque eu mereço. Almocei no Bob´s. Tinha um gay no shopping com muita atitude, muita elegancia, admirei o cara!! Se eu fosse gay, queria ser igual a ele!! Assisti Croacia x Tunisia (eita jogão!!), comprei o jornal Valor Economico (coisa chique, viu??), e depois vim correndo trabalhar pra caramba. E fiz bastante coisa.

O pessoal foi assistir a peça "Trair e Coçar é Só Começar", que é aqui no teatro Santo Agostinho, em frente à minha casa. Eu nao fui por causa da reuniao. Mas td bem, depois que essa fase acabar, eu tb vou aproveitar muuuuuito.

Roteiro do fim-de-semana:
Sabado às 8h30 - reuniao no Ikoi-no-Sono
Sabado de tarde - Festa Junina Tanabata do Miyagui
Sabado de noite - queria ir na Festa da Abeuni, mas tenho aeroporto (pior, é VARIG!! aiai...)
Domingo - descanso?? ou trabalho?? ou os dois??

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos na gaiola

Acabei de ler 2 vezes o livro da Mirian Goldenberg. Muitas reflexoes e inspiração para escrever alguns posts. No livro, a Mirian fala do sociólogo Zygmunt Bauman, para quem existem dois valores absolutamente indispensáveis para uma vida feliz: segurança e liberdade. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é o caos.


A questão é, como nós, brasileiros, podemos nos sujeitar a viver sem segurança nem liberdade? Esses dias fiquei em Gramado, que é o destino turístico mais seguro do Brasil. Faz muitos anos que nao sentia essa sensação tão maravilhosa e reconfortante de plena segurança. Muita felicidade.


Poder andar na rua tranqüilamente, livre, de dia, de noite, de madrugada, sabendo que nada de ruim pode te acontecer. Tendo a sensação de que tudo está seguro e tranquilo. Sabendo que voce pode ir e voltar para o hotel a pé, sempre em segurança.


O valor disso é incalculável, e os cidadãos de Gramado se orgulham muito de terem uma cidade segura. Pelo que me falaram, qu…

Circularidades

Passei mais de dois anos sem atualizar esse blog, não sei exatamente o motivo, mas sempre sentia vontade de voltar a postar. Quando leio meus posts antigos, posso perceber claramente o quanto eu cresci e me desenvolvi em todos os sentidos nesses anos de distância. E acho que isso é o mais bacana de mantermos um blog: poder elaborar um registro do que a gente pensa e sente, ao longo de muitos e muitos anos. Tenho até vergonha de alguns posts muito bobinhos, mas no geral, esse blog refletiu como eu penso e como me movimento no mundo.
A vida anda muito completa e feliz para mim em todos os campos: pessoal, profissional, emocional, familiar, espiritual, amoroso, enfim, acredito que consegui alcançar um equilíbrio muito buscado. Continuo trabalhando pra caramba como sempre, mas refletindo comigo mesma, creio que sempre fui assim e sempre serei. Gosto mesmo de trabalhar e de me envolver em diversos projetos ao mesmo tempo! Agradeço ao universo por ter permitido tanta felicidade e coisa boa…

Reuniao com tubarão

Eu sou uma pessoa muito meticulosa, pratica e organizada. Quer que eu odeie uma pessoa, mesmo que seja só um pouquinho? Simples, é só essa querida pessoa marcar uma reunião comigo de ultima hora, no mesmo dia. Porque a minha agenda é TODA feita com antecedência, eu planejo minha semana, planejo cada dia e o que vou cumprir em cada dia em termos de metas e objetivos. Gosto de dar um "check" nas tarefas cumpridas no fim do dia. Sou assim: sou planejadora. Tenho plano A, B e C pra tudo.
Nesse cenário tao perfeitamente calculado, um compromisso de ultima hora altera toda minha rotina mental, e daí, acabo extremamente irritada. Entao se eu for realmente obrigada a ir em uma reuniao assim (sim, porque meu mundo não é cor de rosa, e assim como vc, tenho que engolir um monte de sapos), eu vou sair com pedras na mão, irritada, seca e nada disposta para uma negociação. 
Esse mês tive uma reuniao assim. Eu fui lá praticamente obrigada. E foi uma ocasião bem ridícula, pq a pessoa só chamo…