segunda-feira, julho 24, 2006

Festival de emocoes...=)


















Bom, ja sou meio conhecida por ter um lado "workaholic", mas nesses dias de Festival do Japao, eu realmente exagerei um pouquinho...mas foi bom. O cansaço é bom! Acho que esse cara ai do lado, do Akita Kenjinkai, deve ter cansado é de dar susto nas pessoas! Caramba!! Cara louco, me deu mó susto!!

Mas afinal, tudo vale a pena se a alma nao é pequena! Mesmo que o "tudo" inclua administrar egos, orçamentos, prazos, correria e gente meio desesperada, desligada e/ou tapada. O segredo é manter a calma zen budista. Muita paciencia zen.

E foi uma boa experiencia porque, como disse antes, aprendi a dizer nao. E aprendi tb a falar alto com gente que nao me escuta. E falar grosso até! Olha que avanço! Fiz isso com umas velhinhas chatas e tb com uns caras de telemarketing. E aprendi a delegar melhor, e a domesticar toupeiras e guaxinins. Pra aprender tudo isso, é simples: basta gerenciar 2 comissoes do Festival do Japao ao mesmo tempo. Fica feito o convite pra quem se interessar. =)

Bom, as duas ultimas semanas da minha vida foram intensamente dedicadas a esse evento. Hoje passei a noite lendo os jornais do fim-de-semana, pra fazer o clipping. Mas amanha, começo a relaxar e partir pra outra. Pq agora, só falta preparar os relatorios finais e seguir adiante. Ah, e o Festival foi muito bom!!

Comi tempura de sorvete, tomei sorvete de sake, comi morango com chocolate, muito moti e mandyu, provei o okonomiyaki, tomei muito Mupy (2 por R$ 1!!) e raspadinha do Ikoi-no-Sono, e sorvete de milho, e muitas coisinhas legais. Hihihihi...até parece que fui lá só pra comer!! Mas eu só comia nos intervalos, correndo no meio das obrigacoes. E fiquei sem comer o yakisoba crocante...o yakisoba bari bari...ai que peninha...fiquei na fila umas 3 vezes, mas sempre me chamavam. Nao tive sorte...=(

Vi muita gente que estava meio sumida (ou será que eu é que sou a sumida??). E Geraldo Chuchu Alckmin foi lá fazer bagunça ontem, e deu muito trabalhao. E tb produzi a parte do omikoshi, que contamos com a ajuda de muitas pessoas pra montar. Se nao fossem o Baiten, o Kazuo, o Shigue, os escoteiros, e eu (modestamente), esse omikoshi nao tinha saido do lugar. E estou ficando chique, recebi convites pro Festival de Yosakoi Soran. E tb vou no Tanabata! Tudo nesse final-de-semana, dias 29 e 30...=)

E nao é por causa do Festival que parei de ler. Li os poemas de "Osiris, o Deus da Pedra", do Gozo Yoshimasu. É muito legal, porque sao poemas que o cara escreve durante viagens. E os poemas tb sao umas viagens loucas, adorei o estilo do Yoshimasu, que é meio dadaista, mas constroi cenarios incriveis!! È como se ele estivesse ao mesmo tempo em um trem, e num carro, e na rua. Os tres sao parte dele, e ao mesmo tempo, nenhum dos tres é realmente ele. Deu pra entender? Meio maluco, né?? Bjs.

Um comentário:

  1. Olá Érika!
    Parabéns pelo seu trabalho no Festival. Estou a disposição para integrar qualquer comissão para o Festival do ano que vem.
    Muito boa a descrição que vc fez tbm, no seu blog.
    Na verdade entrei aqui, para encontrar alguma foto do festival, rerere.
    Se vc tivesse falado comigo sobre o omikoshi, vcs não precisariam ter montado, eu conseguiria três já montados que vieram do japão, que usamos no templo em que frequento.
    Mas fica pra próxima!
    Kisu! Omedetou!
    Pedro Minamidani

    ResponderExcluir