sexta-feira, setembro 22, 2006

Coisas que nao entendo...

Morar em casa é muito bom, mas tem um pequeno problema: de vez em quando, o vizinho da casa ao lado bate na mulher. Ontem, ele passou um bom tempo gritando impropérios e xingando a pobre moça. Lógico que todo mundo acaba escutando de tabela. O mais incrível é que ele disse que a mulher é masoquista, e que “gosta de apanhar”. Olha que coisa horrível...esse cara é uma besta completa.

Eu só não chamei a policia porque pelo que eu percebi ontem, ele não bateu na mulher, “” gritou e xingou. Alias, isso tambem é crime? Pior é que eles tem filhos pequenos, que ficam chorando quando veêm essas brigas. E os dois trabalham juntos na lojinha montada na frente da casa deles, e eu penso nessas horas: porque a mulher não vai embora? Ou porque ela não manda esse imbecil embora?

Eu penso nessas horas em como os relacionamentos podem ser difíceis. Porque uma hora, pelo menos no começo desse relacionamento maluco dos dois, deve ter existido amor e respeito. O que será que aconteceu para virar esse inferno diário, não é mesmo? E como a mulher consegue trabalhar ao lado de um cara que bate nela?

Realmente, isso é muito maluco para os meus padrões provincianos, e prova que você precisa cultivar o relacionamento todos os dias, com carinho, amor, e principalmente, respeito. Pra ficar algo bonito, e não esse vexame que a gente precisa testemunhar de vez em quando. Nesse final de semana, vou ajudar na Festa do Verde, do Kibo-no-Ie (www.kibonoie.org.br). Beijos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário