Pular para o conteúdo principal

My best friend´s wedding

Hoje assisti na TV ao melhor filme da Julia Roberts, na minha modesta opiniao: O Casamento do Meu Melhor Amigo. E é tao estranho pensar que a obra é de 1997, ou seja, 10 anos se passaram, e o filme continua muito bom, emocionante, mágico.

Pelo menos para mim, continuo assistindo numa boa. Uma grande historia de amor by Hollywood. Incrível, sem cenas de sexo, violência ou drogas. Uma típica love story, como os filmes do Gene Kelly e Fred Astaire.

E é sim uma bonita historia de amor, ou melhor, do amor que vc precisa saber entregar, saber desistir quando nao dá mais. É um filme engraçado, espirituoso, musical, onde o requisito mais importante para amar é a entrega, a confiança, e o sacrifício (por que não? Afinal, todos nos sacrificamos em prol do que é mais importantes). E tem algo mais importante do que amar e ser amado?

Afinal, o momento da Jules já tinha passado com o Michael. Ela não soube amá-lo no momento em que ele a amava, e a vida tem seu ritmo musical, assim como no filme. Quando ela descobriu que o amava, e que precisava muito dele, já era tarde, e ele estava em outra. E a Cameron Diaz está linda nesse filme, adorável mesmo. Mas a melhor parte são todas as cenas do George (Rupert Everett). Acho ele um ator fantástico, pena que não tenha conseguido bons papeis depois de ter assumido ser gay. Que sociedade mais besta a nossa.

Alias, será que as pessoas normais, sem viés jornalístico, conseguem perceber que uma semana o Globo Repórter apresenta programa de bichinho, e na outra semana, são dicas de comidas saudáveis, e no meio destes temas, de vez em quando, emprego? Será que não existe uma pauta mais criativa para esses programas??

E o tema do aquecimento global entrou firmemente na pauta da Globo. Semana passada era no Jornal da Globo, e tem uma serie no Fantástico tambem. No fim do ano passado assisti “O Planeta Branco” (Planet Blanche), uma produção francesa, dentro de um evento do Consulado Geral da França. Esse filme mexeu bastante comigo.

Aquecimento global é um tema super importante, mas que infelizmente está muito longe das nossas mãos. O que eu posso fazer, eu faço no meu dia-a-dia, todos nós contribuímos, mas e os EUA e China, os maiores poluidores do planeta?? Pior é que o clima será intolerável daqui a 20 anos, se nada for feito. Por enquanto, chega de discussões filosóficas e ecológicas. Fecho com a letra da musica que o George canta no restaurante. Uma cena memorável! Bjs.

I SAY A LITTLE PRAYER (Dionne Warwick)
The moment I wake up
Before I put on my makeup
I say a little prayer for you
While combing my hair, now
And wondering what dress to wear, now
I say a little prayer for you

Forever, forever, you'll stay in my heart
And I will love you
Forever, forever, we never will part
Oh, how I'll love you
Together, together, that's how it must be
To live without you
Would only be heartbreak for me

I run for the bus, dear
While riding I think of us, dear
I say a little prayer for you
At work, I just take time
And all through my coffee break-time
I say a little prayer for you

My darling, believe me
For me there is no one
But you ....

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos na gaiola

Acabei de ler 2 vezes o livro da Mirian Goldenberg. Muitas reflexoes e inspiração para escrever alguns posts. No livro, a Mirian fala do sociólogo Zygmunt Bauman, para quem existem dois valores absolutamente indispensáveis para uma vida feliz: segurança e liberdade. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é o caos.


A questão é, como nós, brasileiros, podemos nos sujeitar a viver sem segurança nem liberdade? Esses dias fiquei em Gramado, que é o destino turístico mais seguro do Brasil. Faz muitos anos que nao sentia essa sensação tão maravilhosa e reconfortante de plena segurança. Muita felicidade.


Poder andar na rua tranqüilamente, livre, de dia, de noite, de madrugada, sabendo que nada de ruim pode te acontecer. Tendo a sensação de que tudo está seguro e tranquilo. Sabendo que voce pode ir e voltar para o hotel a pé, sempre em segurança.


O valor disso é incalculável, e os cidadãos de Gramado se orgulham muito de terem uma cidade segura. Pelo que me falaram, qu…

Circularidades

Passei mais de dois anos sem atualizar esse blog, não sei exatamente o motivo, mas sempre sentia vontade de voltar a postar. Quando leio meus posts antigos, posso perceber claramente o quanto eu cresci e me desenvolvi em todos os sentidos nesses anos de distância. E acho que isso é o mais bacana de mantermos um blog: poder elaborar um registro do que a gente pensa e sente, ao longo de muitos e muitos anos. Tenho até vergonha de alguns posts muito bobinhos, mas no geral, esse blog refletiu como eu penso e como me movimento no mundo.
A vida anda muito completa e feliz para mim em todos os campos: pessoal, profissional, emocional, familiar, espiritual, amoroso, enfim, acredito que consegui alcançar um equilíbrio muito buscado. Continuo trabalhando pra caramba como sempre, mas refletindo comigo mesma, creio que sempre fui assim e sempre serei. Gosto mesmo de trabalhar e de me envolver em diversos projetos ao mesmo tempo! Agradeço ao universo por ter permitido tanta felicidade e coisa boa…

Reuniao com tubarão

Eu sou uma pessoa muito meticulosa, pratica e organizada. Quer que eu odeie uma pessoa, mesmo que seja só um pouquinho? Simples, é só essa querida pessoa marcar uma reunião comigo de ultima hora, no mesmo dia. Porque a minha agenda é TODA feita com antecedência, eu planejo minha semana, planejo cada dia e o que vou cumprir em cada dia em termos de metas e objetivos. Gosto de dar um "check" nas tarefas cumpridas no fim do dia. Sou assim: sou planejadora. Tenho plano A, B e C pra tudo.
Nesse cenário tao perfeitamente calculado, um compromisso de ultima hora altera toda minha rotina mental, e daí, acabo extremamente irritada. Entao se eu for realmente obrigada a ir em uma reuniao assim (sim, porque meu mundo não é cor de rosa, e assim como vc, tenho que engolir um monte de sapos), eu vou sair com pedras na mão, irritada, seca e nada disposta para uma negociação. 
Esse mês tive uma reuniao assim. Eu fui lá praticamente obrigada. E foi uma ocasião bem ridícula, pq a pessoa só chamo…