quinta-feira, abril 12, 2007

Carambolas

Imagine uma materia de culinária japonesa. A pessoa quer falar de “natô” mas escreve “martô”. E ainda consegue publicar a matéria. Afinal, em que mundo vivemos, meu Deus?? Será que não existem mais editores – e principalmente, revisores? Que horror! É aquilo que eu sempre digo: não dá para você querer escrever sobre assuntos que não conhece. Chega a ser algo arrogante, escrever sobre culinária japonesa mas não pesquisar direito nem como se escreve o nome de um prato. Que ridículo!

Deixa eu ver, nesses últimos dias fora do blogspot consegui fazer muita coisa legal. Por exemplo, assisti “Borat” (hilário e politicamente incorreto), assisti “Os Infiltrados” (absurdamente maravilhoso) e fui assistir ao “Fantasma da Opera” (lindo espetáculo). Depois se tiver tempo, escrevo mais sobre esses programinhas culturais. Alias, cultura é o que não falta na minha vida, estou com tantos eventos que chega a me deixar meio embasbacada. Na minha lista, até maio, tenho 26 eventos culturais para organizar, acompanhar ou divulgar. Isso mesmo. Você leu corretamente. 26 eventos. Caramba!

E uma coisa tem me deixado muito irritada, deprimida e de certa maneira, inconformada com o mundo como ele é. Eu sei que pelo pensamento budista, tudo muda, nada é permanente. Só a mudança é permanente. A vida é impermanente. Então, porque esses velhinhos babacas não conseguem parar de brigar e se entender finalmente? É tao simples, porque para eles parece tao complicado conviver em paz? PEACE? Heiwa?

Será que um japonês velhinho não consegue se juntar com outro japonês, olhar de frente e dizer um pro outro: “OK, vamos fazer uma coisa legal, juntos?”. Por quê tanta briga, desentendimento e desperdício de energia vital - KI? Será que eles, tao sábios, tao mais velhinhos do que eu (com todo respeito), não sabem que a vida tem que ser levada com leveza, tem que ser positiva, pensando no bem comum? É aquele negocio besta da propaganda de whisky, vamos fazer 1 coisa notável juntos. E o resto que se exploda. Pensamentos zens, me acompanhem!! Bjs.

Um comentário: