quinta-feira, fevereiro 07, 2008

Maria dos Anjos

Tem dias que eu acho que realmente nao sou igual as outras pessoas. Na sexta, ajudei minha cunhada, levando ela pra ver umas escolinhas, isso tudo de oculos, porque estou de castigo, sem poder usar minhas lentes. Ai ai.

E na volta, tinha uma senhora catando lixo na minha rua, e nao sei porque, mas senti que precisava conversar com ela. Fui lá rapidinho, porque com intuicao nao se brinca. Descobri que o nome dela é Maria dos Anjos, que ela sustenta a familia catando lixo, e que passa aqui no bairro toda semana. Agora, os reciclaveis de casa vao pra ela.

Até porque ficava muito ridiculo eu descendo toda a rua Tamandaré com lixo na mao, pra deixar as sacolinhas de lixo nos cestos de reciclagem do Bunkyo. Ai ai, falando em Bunkyo, trabalhei o carnaval todo, nada de batucada pra mim. E tem certas coisas que nao entendo, parece maluquice o que anda acontecendo, nao dá pra entender. Mas vamos e vivemos. Bjs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário