sexta-feira, outubro 28, 2011

Um dia no centro

Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver. (Dalai Lama)

Hoje de manhã fui pegar o ônibus e ajudei um moço cego, tadinho, eu entendo a dificuldade dele, porque sem oculos, tb sou meio cega. Depois fomos almoçar e fui para o Centro, pq tinha que acompanhar um pessoal pra fazer matéria pra revista. Que calor!! Nossa, andar no centro de SP atualmente nao é muito agradavel. Mas nao posso reclamar de nada. Tenho saude, trabalho, familia, inteligencia, humildade. Eu ando repensando alguns conceitos na minha vida, por exemplo em relação à esmola, que por filosofia, eu não dava nunca.

Pensei bem esses dias, pq apareceram situações na minha frente, e talvez, para algumas pessoas, realmente esmolar é a unica saída que elas conseguem ver, para sair da dificuldade extrema. Hoje por ex decidi não tomar sorvete e deixei esse dinheiro com uma obassan cega, que estava pedindo esmolas em frente ao mosteiro de S. Bento.

Enquanto aguardava o pessoal chegar pra entrevista, fiquei reparando em como a maioria absoluta, 99% das pessoas, simplesmente ignorava a velhinha. Se bobear, pisariam nela, porque ela estava sentada no cantinho da escada, mexendo uma tigelinha. Mas existiam sim algumas pessoas muito boas, que não só deixaram uma moedinha, mas tb conversaram com a velhinha.

Acredito realmente que nós podemos ser instrumentos do bem (ou do mal, como muita gente por aí). Podemos ser, nós mesmos, os anjos para muita gente, é só fazer o bem. É só fazer diferente. Porque o mal só vence quando as pessoas do bem nao fazem nada para impedir. Entao tenho revisto muita coisa, por ex, qual o sentido de fazer o bem para uma entidade que nao valoriza outra entidade, qual o sentido disso?

Eu quero fazer o bem para entidades que pensem como eu penso, poxa vida. Ética e moral. É meu trabalho voluntario e tenho o direito de decidir onde vou aplicar meu precioso tempo. Pq tenho que pensar no que eu posso fazer hoje pelas pessoas, não no que eu fiz no passado ou no que posso fazer no futuro. E hoje estou muito chateada com essa falta de sentido da comunidade nikkei. Bjs.


Nenhum comentário:

Postar um comentário