domingo, janeiro 15, 2012

Mudança de filosofia

Ultimamente, mudei muito a minha visão em relação às pessoas que pedem esmola. Quando eu trabalhava praticamente todos os dias em prol dos outros, eu tinha a filosofia de não dar esmola, porque afinal, a gente não sabe para onde vai esse dinheiro, e eu achava que já ajudava o mundo o suficiente (como se isso fosse possivel...mas anyway...ilusões são ilusões).

Eu estava saindo do escritorio, eram umas 20h, cansada, chovendo, tempo feio, e na subida da rua tinha um senhor de muletas, andando com dificuldade e procurando restos de comida nos sacos de lixo. Sabe o poema do Manuel Bandeira? Nao dá gente, simplesmente não dá para passar batido por uma pessoa que está sofrendo assim e nao fazer nada. Isso seria desumano da minha parte. Deixei um dinheirinho com ele e desejei dias melhores, com sinceridade. Mas tenho princípios e continuo não dando esmola para crianças (porque são exploradas) e para mulheres com crianças (porque isso não se faz com uma criança).

Bem, não posso reclamar da vida, porque eu tenho muita sorte, tenho tudo que preciso: familia, saude, trabalho, talento (um pouco pelo menos rsrsrrs), inteligencia, amor, coração, tudo. Eu já servi sopao para moradores de rua mas achei que aquilo nao fazia muito sentido para mim. Espero que algum dia eu tenha a inspiração necessaria para ajudar essas pessoas que precisam, de uma forma efetiva. Bjs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário