terça-feira, maio 15, 2012

Resolvendo problemas...


"Se o problema tem solução, não esquente a cabeça, porque tem solução. Se o problema não tem solução, não esquente a cabeça, porque não tem solução". Provérbio chines.
Ontem quase morri sozinha aqui no escritório. Foi uma cena muito engraçada, porque simplesmente me engasguei com um copo de água!!! Tossi muito hahahaha, e se tivesse partido dessa para melhor, com certeza as manchetes dos jornais da "colonia" seriam muito divertidas!!  
Preciso tomar mais cuidado porque estava fazendo um monte de coisas ao mesmo tempo e resolvi tomar água no meio dessas tarefas, só acho que meu cérebro não consegue mais processar tanta coisa, trabalhar e tomar agua e falar ao telefone no mesmo instante. Foi hilário! Mais hilário ainda porque eu estava sozinha e depois fiquei dando gargalhadas aqui na sala.
Enquanto eu tenho que reaprender a tomar agua, os japoneses tem que reaprender a ter filhos, segundo materia da France Presse publicada no UOL. Cada um com seus problemas! Bjs.
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1089766-japao-enfrentara-extincao-populacional-em-mil-anos.shtml

13/05/2012 - 15h46

Japão enfrentará "extinção populacional" em mil anos

FRANCE PRESSE

Pesquisadores japoneses revelaram um "relógio populacional", para mostrar que a nação pode teoricamente ser extinta em um milênio, por causa da baixa taxa de natalidade.
Os cientistas da cidade de Sendai afirmaram que a quantidade de crianças e adolescentes até 14 anos, que são agora 16,6 milhões, está encolhendo a uma taxa de uma a cada cem segundos.
"Se a taxa continuar diminuindo, nós poderemos celebrar o feriado do dia das crianças em cinco de maio de 3011, pois haverá somente uma criança, disse Hiroshi Yoshida, professor de economia da Universidade Tohoku e criador do relógio populacional.
"Mas, cem segundos depois, não haverá mais criança", completa. "A tendência é rumo à extinção, que começou em 1975 quando a taxa de natalidade caiu para menos que dois (filhos por casal)."
O pesquisador teve a ideia do relógio para encorajar "urgentemente" a discussão sobre o assunto.
Alex Argozino/Editoria de Arte/Folhapress
Um outro estudo divulgado este ano mostrou que a população japonesa será reduzida a um terço de seus 127,7 milhões de habitantes ao longo do próximo século.
Projeções do governo mostram que a taxa de natalidade irá atingir 1,35 criança por casal nos próximos 50 anos, bem abaixo da taxa de substituição da população.
Enquanto isso, é esperado que a expectativa de vida, uma das maiores do mundo, suba de 86 anos em 2010 para quase 91 em 2060 para mulheres e de 80 anos para 84, no caso dos homens. Mais de 20% da população japonesa tem mais de 65 anos.
A situação acaba se tornando um problema para os governantes, que tentam encontrar soluções para garantir um diminuto grupo de trabalhadores para pagar o número crescente de pensões.
Algumas companhias japonesas, porém, estão lucrando com a inversão da pirâmide populacional. O representante da fabricante de fraldas Unicharm, Kazuya Kondo, disse que as vendas para o mercado adulto superaram as do mercado de bebês este ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário