Pular para o conteúdo principal

O que aprendi lendo..."Como Lidar com Clientes Dificeis"

Eu confesso. Sou viciada em leitura, sou uma leitora voraz, com sede de conhecimento. Ultimamente ando meio descontrolada no meu ritmo de leituras. Eu sempre li muito, mais do que a média do povo brasileiro, mas nos ultimos meses, tenho sentido tanta, mas tanta vontade de ler, que nao estou me segurando!!

Só nesse último mês, eu li 6 livros. 6 livros minha gente! O brasileiro lê em media 4 livros por ano, sendo 2,1 até o final!! (Confira mais aqui se tiver interesse na estatistica). De qualquer maneira, "os livros que você lê e as pessoas com as quais se associa determinarão a sua posição daqui a 5 anos" (Charlie Jones). Então vou continuar lendo hahahaha! Tanto que hoje comprei mais um livro!

Estou desenvolvendo uma nova técnica de leitura. Eu sempre considerei os meus livros sagrados, valiosos, por isso não rabiscava, não desenhava coraçãozinho, kanji, nada, meus livros sempre tinham cara que sairam agora da livraria. Porém, eu pensei: quem é que lê meus livros?? Sério: SÓ EU!! hahaha, pq aqui em casa, ninguem lê nada. Nem jornal, nem revista, quanto mais livro!! Então eu desenvolvi uma técnica: estou passando marca texto nas partes importantes e escrevendo comentários a lapis nas paginas. Estou utilizando meus livros como objeto de estudo!

E como parte dessa nova técnica, vou aproveitar aqui para escrever o que aprendi lendo esses livrinhos que escolho. Alguns eu confesso, tenho vergonha alheia de ter comprado, como esse ("Como Lidar com Clientes Dificeis", do Dave Anderson). Mas é que eu realmente tenho alguns clientes difíceis!! hahahaha, entao achei que seria uma boa leitura. E foi, porque aprendi algumas coisas lendo esse livrinho bobo.

Primeiro, venda com perguntas, e não apenas com respostas. Jamais diga "não" a um cliente difícil, porque "não" é uma palavra dificil, que pode ser evitada com prática e habilidade. Não se especialize em coisas pouco importantes e perceba que a diferença entre pressão e persistência é a técnica.

Além disso, é importante desenvolver a disciplina necessária para fazer o que é certo todos os dias, e fazer o que é certo, mesmo quando se trata do caminho mais dificil. Ninguem pode lhe dar garra, e sem garra, nao conseguimos alcançar a excelencia em coisa alguma. E a excelencia é impossivel sem o talento, mas o talento, por maior que seja, nao passa de potencial. Muita gente desperdiça o talento que tem, porque nunca se empenha o bastante pra ficar acima da média!!

Quando for negociar com alguem, faça um diagnostico antes de passar o remedio para o cliente! Descubra quais são os 20% de caracteristicas que mais interessam ao seu cliente e passe 80% do tempo da sua apresentação falando sobre isso. Dessa maneira, voce aumenta o valor do seu produto. E concentre-se em suas habilidades e não nas suas fraquezas. Voce jamais será brilhante no que faz se concentrando em suas debilidades.

Por fim, é necessario buscar o aperfeiçoamento para melhorar de vida. Dobre seu conhecimento, sua disciplina, seu foco e sua produtividade. O grande sinal de maturidade emocional é manter o bom humor mesmo quando as coisas vão mal (ainda bem que eu sou assim). Ah, e devo ressaltar que o livro é meio chato para ler, porque o escritor era vendedor de carros, entao está sempre dando exemplos de carros e concessionárias. Bjs.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos na gaiola

Acabei de ler 2 vezes o livro da Mirian Goldenberg. Muitas reflexoes e inspiração para escrever alguns posts. No livro, a Mirian fala do sociólogo Zygmunt Bauman, para quem existem dois valores absolutamente indispensáveis para uma vida feliz: segurança e liberdade. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é o caos.


A questão é, como nós, brasileiros, podemos nos sujeitar a viver sem segurança nem liberdade? Esses dias fiquei em Gramado, que é o destino turístico mais seguro do Brasil. Faz muitos anos que nao sentia essa sensação tão maravilhosa e reconfortante de plena segurança. Muita felicidade.


Poder andar na rua tranqüilamente, livre, de dia, de noite, de madrugada, sabendo que nada de ruim pode te acontecer. Tendo a sensação de que tudo está seguro e tranquilo. Sabendo que voce pode ir e voltar para o hotel a pé, sempre em segurança.


O valor disso é incalculável, e os cidadãos de Gramado se orgulham muito de terem uma cidade segura. Pelo que me falaram, qu…

Circularidades

Passei mais de dois anos sem atualizar esse blog, não sei exatamente o motivo, mas sempre sentia vontade de voltar a postar. Quando leio meus posts antigos, posso perceber claramente o quanto eu cresci e me desenvolvi em todos os sentidos nesses anos de distância. E acho que isso é o mais bacana de mantermos um blog: poder elaborar um registro do que a gente pensa e sente, ao longo de muitos e muitos anos. Tenho até vergonha de alguns posts muito bobinhos, mas no geral, esse blog refletiu como eu penso e como me movimento no mundo.
A vida anda muito completa e feliz para mim em todos os campos: pessoal, profissional, emocional, familiar, espiritual, amoroso, enfim, acredito que consegui alcançar um equilíbrio muito buscado. Continuo trabalhando pra caramba como sempre, mas refletindo comigo mesma, creio que sempre fui assim e sempre serei. Gosto mesmo de trabalhar e de me envolver em diversos projetos ao mesmo tempo! Agradeço ao universo por ter permitido tanta felicidade e coisa boa…

Reuniao com tubarão

Eu sou uma pessoa muito meticulosa, pratica e organizada. Quer que eu odeie uma pessoa, mesmo que seja só um pouquinho? Simples, é só essa querida pessoa marcar uma reunião comigo de ultima hora, no mesmo dia. Porque a minha agenda é TODA feita com antecedência, eu planejo minha semana, planejo cada dia e o que vou cumprir em cada dia em termos de metas e objetivos. Gosto de dar um "check" nas tarefas cumpridas no fim do dia. Sou assim: sou planejadora. Tenho plano A, B e C pra tudo.
Nesse cenário tao perfeitamente calculado, um compromisso de ultima hora altera toda minha rotina mental, e daí, acabo extremamente irritada. Entao se eu for realmente obrigada a ir em uma reuniao assim (sim, porque meu mundo não é cor de rosa, e assim como vc, tenho que engolir um monte de sapos), eu vou sair com pedras na mão, irritada, seca e nada disposta para uma negociação. 
Esse mês tive uma reuniao assim. Eu fui lá praticamente obrigada. E foi uma ocasião bem ridícula, pq a pessoa só chamo…