sexta-feira, dezembro 28, 2012

Um verdadeiro "asno"

Faz algum tempo, escrevi sobre verdadeiros gentleman que conheço e fazem parte da minha vida. Mas nem tudo são flores, pq também existem (muitos) asnos com os quais tenho que conviver. Esses dias eu resolvi ser gentil (como sempre) e falei pra pessoa: "olha, tem umas musicas J-pop, vc quer ouvir, talvez tenha alguma coisa nova que vc goste?". A minha intenção era puxar conversa, simplesmente passar o tempo, coisa trivial mesmo.

Daí o indivíduo respondeu pra mim bem estupidamente: "Quando eu quero descobrir novas musicas, eu pego e baixo num lugar chamado Internet, vc já ouviu falar?". Caramba, quanta arrogancia e empáfia!! Como eu queria dar um soco bem dado, naquele exato momento!! Logico que eu me segurei para não responder na mesma medida, pq afinal, essa é a diferença entre as pessoas e seu nível de pensamento. Vamos ver até onde essa soberba vai levar o engraçadinho, e onde a minha humildade vai me guiar. Daqui a 5, 10 anos, os resultados ficarão (ainda mais) visiveis.

Além disso, as pessoas que me conhecem sabem que eu sou muito reservada com quem eu nao conheço (*um traço puramente virginiano da minha personalidade), ou seja, me mantenho à distância segura e talvez tenha gente que não simpatiza comigo por isso mesmo.

Mas no estacionamento, o moço do estacionamento resolveu, do nada, me chamar de "gata". Não é pra rir, é sério, olha que falta de respeito!! "Pode deixar que eu estaciono, gata". "Voce precisa de ajuda, gata?". "Vai pra balada hoje, gata?". "Bom dia gata, veio pegar o carro?" (resposta mal educada que eu gostaria de dar: "não, vim no estacionamento pq nao tenho nada pra fazer". resposta ilusória que ele gostaria de escutar: "nao, vim pra ver voce kkkkkkkkkk"). Fala sério, ninguem merece isso!! #help!!

Pior é que eu não sou do tipo de pessoa confrontadora que fala algo assim: "para com essa falta de respeito, eu sou cliente!!!". Então simplesmente não dou bola pras conversas do cara, não fico sorrindo de volta (detalhe haha ele fica sorrindo pra mim), mas realmente é muito chato, "gata" é um pouco demais, passou completamente dos limites. #semnoção #falaserio #socorro

A pior de todas eu guardei pro final. Estavamos no restaurante, grupo de amigos falando muita besteira, todos rindo muito, super animados, e daí o cara simplesmente fala pra nossa amiga, que tem a mesma idade que eu. "Voce tem cara de obassan!! A Erika parece muuuito mais nova que voce...". OI?? O que vc teve coragem de verbalizar na frente de todo mundo?? Como assim?? Detalhe a pessoa é muito inteligente. Como pode ter proferido esse destempero??

Mesmo que ele eventualmente pense isso (dentro daquela mente confusa), nao é o tipo de pensamento que verbalizamos em sociedade. E a menina está muito bem, ela tem filhos, é linda e dedicada!! Eu queria ter filho e estar tão bem assim. Ou seja, ele simplesmente foi muito grosseiro, nem as 6 canecas de chope justificam!! No final, a gente acabou passando por cima do assunto. Se eu estivesse do lado dele, tinha batido nele. Sério, esse daí merecia apanhar. 

Abaixo, segue texto do Paulo Coelho falando sobre como bobagens como essas relatadas acima de vez em quando acabam nos fazendo perder o equilibrio. Eu procuro manter o meu equilibrio SEMPRE. Bjs.

---------------------------------------------------------------------

Um samurai violento, com fama de provocar briga sem motivo, chegou às portas do mosteiro zen e pediu para falar com o mestre.

Sem titubear, Ryokan foi ao seu encontro.

“Dizem que a inteligência é mais poderosa que a força”, comentou o samurai. “Será que o senhor consegue me explicar o que é céu e inferno?”

Ryokan ficou calado.

“Viu?”, bradou o samurai. “Eu conseguiria explicar isso com muita facilidade: para mostrar o que é inferno, basta dar uma surra em alguém. Para mostrar o que é céu, basta deixar uma pessoa fugir, depois de ameaçá-la muito”.

“Não discuto com gente estúpida como você”, comentou o mestre zen.

O sangue do samurai subiu a cabeça. Sua mente ficou turva de ódio.

“Isto é inferno”, disse Ryokan, sorrindo. “Deixar-se provocar por bobagens”.

O guerreiro ficou desconcertado com a coragem do monge, e relaxou.

“Isso é o céu”, terminou Ryokan, convidando-o para entrar. “Não aceitar provocações bobas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário