Pular para o conteúdo principal

American Idol. Eu gosto!

Como já deu para perceber, tem epocas em que eu fico super fissurada em algumas músicas. Tem a fase menininhas K-pop, bandas rock J-pop, pop trash bem chiclete da radio, etc.

Ultimamente é minha fase Bruno Mars. Engraçado que eu nunca tinha dado muita atenção pra ele. É havaiano (eu sonho em ir pro Hawai), descendente de filipinos e mexicanos e tem umas musiquinhas legais. Mas eu fiquei interessada especialmente em uma musica dele, que escutei o Cortez cantando no American Idol.

Eu não assisto TV, mas procuro acompanhar o American Idol sempre que posso. hahahahaha, acho que tem gente lá que canta muuuuuuuuuuuuuito e os comentarios da Nick Minaj são super alto astral e engraçados. Nao gosto da musica dela, mas ela é uma pessoa muito talentosa. E além disso, a Mariah Carey está lá, sou fã né kkk...

Olha a versão Cortez:

E essa é a versão original:


Essa música é super contagiante, nao dá pra ficar no mesmo astral depois de escutá-la, nao é??

Outra música que eu AMO de paixão é do Gotye, que foi cantada pelo menino geek maluquinho de um jeito super sensivel e fofo.


E a versão original.


Achei que esse menino geek seria eliminado, porque ele cantou horrivelmente uma musica horrivel do Genesis na última etapa, mas fui olhar na Internet (ATENÇÃO: spoiler spoiler spoiler) e quem saiu na verdade foi o Curtis Finch Jr!! Justo ele, que canta MUITO, e eu achava que era o melhor de todos, mas teve o menor número de votos!! Coisa maluca não?? Nem vou contar pra minha mãe, porque ela vai ficar muito triste. hahaha...bjs!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos na gaiola

Acabei de ler 2 vezes o livro da Mirian Goldenberg. Muitas reflexoes e inspiração para escrever alguns posts. No livro, a Mirian fala do sociólogo Zygmunt Bauman, para quem existem dois valores absolutamente indispensáveis para uma vida feliz: segurança e liberdade. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é o caos.


A questão é, como nós, brasileiros, podemos nos sujeitar a viver sem segurança nem liberdade? Esses dias fiquei em Gramado, que é o destino turístico mais seguro do Brasil. Faz muitos anos que nao sentia essa sensação tão maravilhosa e reconfortante de plena segurança. Muita felicidade.


Poder andar na rua tranqüilamente, livre, de dia, de noite, de madrugada, sabendo que nada de ruim pode te acontecer. Tendo a sensação de que tudo está seguro e tranquilo. Sabendo que voce pode ir e voltar para o hotel a pé, sempre em segurança.


O valor disso é incalculável, e os cidadãos de Gramado se orgulham muito de terem uma cidade segura. Pelo que me falaram, qu…

Circularidades

Passei mais de dois anos sem atualizar esse blog, não sei exatamente o motivo, mas sempre sentia vontade de voltar a postar. Quando leio meus posts antigos, posso perceber claramente o quanto eu cresci e me desenvolvi em todos os sentidos nesses anos de distância. E acho que isso é o mais bacana de mantermos um blog: poder elaborar um registro do que a gente pensa e sente, ao longo de muitos e muitos anos. Tenho até vergonha de alguns posts muito bobinhos, mas no geral, esse blog refletiu como eu penso e como me movimento no mundo.
A vida anda muito completa e feliz para mim em todos os campos: pessoal, profissional, emocional, familiar, espiritual, amoroso, enfim, acredito que consegui alcançar um equilíbrio muito buscado. Continuo trabalhando pra caramba como sempre, mas refletindo comigo mesma, creio que sempre fui assim e sempre serei. Gosto mesmo de trabalhar e de me envolver em diversos projetos ao mesmo tempo! Agradeço ao universo por ter permitido tanta felicidade e coisa boa…

Reuniao com tubarão

Eu sou uma pessoa muito meticulosa, pratica e organizada. Quer que eu odeie uma pessoa, mesmo que seja só um pouquinho? Simples, é só essa querida pessoa marcar uma reunião comigo de ultima hora, no mesmo dia. Porque a minha agenda é TODA feita com antecedência, eu planejo minha semana, planejo cada dia e o que vou cumprir em cada dia em termos de metas e objetivos. Gosto de dar um "check" nas tarefas cumpridas no fim do dia. Sou assim: sou planejadora. Tenho plano A, B e C pra tudo.
Nesse cenário tao perfeitamente calculado, um compromisso de ultima hora altera toda minha rotina mental, e daí, acabo extremamente irritada. Entao se eu for realmente obrigada a ir em uma reuniao assim (sim, porque meu mundo não é cor de rosa, e assim como vc, tenho que engolir um monte de sapos), eu vou sair com pedras na mão, irritada, seca e nada disposta para uma negociação. 
Esse mês tive uma reuniao assim. Eu fui lá praticamente obrigada. E foi uma ocasião bem ridícula, pq a pessoa só chamo…