segunda-feira, novembro 20, 2017

Thor Ragnarok - Sessao pipoca perfeita (pra fãs de Marvel)

Hoje, feriado em SP, acordei mais tarde e resolvi fazer algo que não fazia há meses: ir ao cinema! Como boa fã de Marvel desde criança, Liga da Justiça não me atrai muito (na verdade, praticamente nada), então assisti Thor Ragnarok. O filme como um todo é muito legal, cheio de referências bacanas pra quem cresceu com esses personagens, e super bem humorado desde o começo! Parece mesmo que os atores se divertiram bastante fazendo esse filme, que tem piadas que não farão muito sentido pra quem não assistiu os outros filmes, nem leu as revistinhas. E o Stan Lee aparece muito engraçado na arena dos gladiadores! De uma maneira geral, um passatempo perfeito (pelo menos pra mim)! Se você não assistiu os filmes anteriores, também dá pra entender!


Bom, eu adoro o Tom Hiddleston (Loki) e simplesmente adoro o Idris Elba, que está ótimo como o Heimdall. Tem uma cena bem bacana em que a Hela (Cate Blanchett) destroi o Mjolnir (martelo do Thor) com facilidade, então ele passa boa parte do tempo se lamentando e reclamando da falta do martelo. Daí o Odin (pai do Thor) fala assim no final do filme: Thor, você é o deus do martelo, ou deus do trovão? E o Thor entende que o martelo não importa, e volta a arrasar com a força dos trovões. Muitas vezes com a gente também é assim. Pensamos que precisamos disso ou daquilo pra alcançar algum objetivo, mas na verdade, o que a gente precisa está dentro de nós mesmos. A nossa verdade, o nosso coração. Isso que importa!

Hoje foi dia da Consciencia Negra, e um trailer que eu já tinha visto me impressionou bastante antes da sessão. No universo Marvel, o Pantera Negra é um personagem menor. Mas sinto que nesse dia em que se fala tanto sobre consciência negra e valorização do negro na sociedade, o Pantera Negra é um personagem muito importante para essa comunidade. Porque ele é um rei, é um representante de seu país, guerreiro, ético, forte, bom, honesto, em resumo: super heroi.

O cinema é uma forma de comunicação muito importante, porque representa símbolos e signos muito poderosos, construindo uma mentalidade da época e atuando para movimentar e educar as massas, para o bem e para o mal. O negro nao pode ser retratado somente como traficante, bandido, vilão. O cinema é a melhor forma de propaganda, pois trabalha com a emoção e a beleza.

Em um mundo como o nosso, em que tantos jovens negros veem suas esperanças morrendo e tem seus sonhos ceifados diariamente, é importante que eles saibam que podem ser fortes, podem ser reis e rainhas, quando se virem nas telas do cinema, representados com personagens tão belos e carismáticos. As crianças merecem sonhar. Desejo que muitos jovens tenham a oportunidade de assistir esse filme e sentirem orgulho de ser negro. Que sonhem com grandeza e pureza.

E você, como passou esse feriado? ;)
Abaixo, o lindo trailer!



domingo, novembro 19, 2017

Sempre crescendo!


Essas semanas tem sido de muito trabalho, pois acabamos de completar 61 anos da Aliança e os preparativos para o Festival já estão uma loucura, alem disso estou ajudando nos 110 anos da imigração japonesa. Acho que faz umas 3 ou 4 semanas que trabalho aos fds e sempre com muita matéria pra escrever, projeto para terminar e planilhas pra preencher. Graças a Deus tenho muito trabalho e realizações na minha vida, e posso colocar o meu melhor em todas essas atividades!

Acabei de ler o livro “Ouse Crescer”, da Tara Mohr, e achei super interessante. As mulheres do mundo todo deveriam pegar esse livro e estudá-lo! Primeiro, pela questão da censora interior (que finalmente consegui silenciar no começo desse ano, graças aos meus papos com o Fred), e também o capitulo sobre a mentora interior (faz sentido, porque as mulheres realmente são influenciadas a não confiar nos proprios instintos e ideias, buscando sempre conselho externo e aprovação de outrem).


O impressionante é que o melhor conselho vem da gente mesmo! Sério, acreditem, homens e mulheres, a gente sabe o que tem que fazer. É só confiar em si mesmo, no proprio feeling, e acreditar. No fundo, a gente sempre sabe.

O que achei mais legal em todo o livro foi a questão do “salto”. Dar um salto agora, pular sem medo de errar, sem freios, sem preocupações. Tentar, testar, aprimorar durante o processo. Isso é muito importante, porque a hora é agora. A gente muitas vezes espera a perfeicao, mas a pura verdade é que não existe tal coisa (olha que isso é muito dificil de admitir, ainda mais para uma virginiana como eu). O bem feito é sempre melhor que o perfeito. Pois o perfeito não existe.

Acho bacana ter tido esse crescimento pessoal nos ultimos anos, pois há cinco anos atrás, não tinha esses insights e percepções. É um processo lento, demorado e dolorido. Mas imagina daqui a cinco anos, lendo muito, estudando bastante, melhorando sempre e me aprimorando todos os dias. Como estarei? E você, como estará? Pense nisso! Bjs!

terça-feira, setembro 26, 2017

Cantante diletante

Creio que muitos concordam comigo: fazer limpeza é chato demais! Mas de vez em quando não tem jeito, precisamos limpar a casa pra não ficar andando por cima das bagunças. Então o fim de semana foi de muita limpeza e arrumação. Também ajudei na organização da palestra da Jica!

Assim que acabei a limpeza fui passear na praia. Como sou meio pé frio, lógico que levei a chuva para lá (rsrsrsr), mas foi bom para conhecer (quem sabe da próxima vez, com sol, né São Pedro?)

Hoje aproveitei uma horinha livre para ir no karaokê. Eu costumo treinar sozinha as minhas musicas favoritas, e essa é a melhor forma de terapia que conheço: CANTAR! Eu adoro ficar cantando as músicas do meu repertório - e percebi que preciso treinar musicas mais novas, pra não ficar estacionada nos anos 90 e 2000 hahaha! O problema é que realmente escuto as musicas atuais e nada me interessa muito!

sexta-feira, setembro 22, 2017

Volta no tempo

Essa semana tive a oportunidade de receber um grupo de alunos da faculdade de Jornalismo, porque eles estavam fazendo um trabalho de rádio. Eu imediatamente lembrei de como eu era perdida no começo da faculdade, nos primeiros minutinhos de conversa com os meninos. Eles estavam nervosos e riam muito por causa do nervoso (muito mesmo hahaha), e eu fui direcionando a entrevista da melhor maneira e tentando ajudar, com toda boa vontade e tranquila!

Na época em que estava na faculdade, tomei muito NÃO. Mas também, pudera! Não sabia entrevistar, não sabia quebrar o gelo, não sabia separar o essencial numa entrevista. Logicamente, os meninos, estudantes que são, ainda não sabem! Então só resta ter paciência né!

Admiro o fato deles terem escolhido o curso, porque eu pessoalmente, se fosse escolher hoje, não faria Jornalismo hahahaha! Com certeza escolheria outro curso, pq vida de jornalista é um estresse só! Ainda bem que encontrei meu caminho alternativo no mundo nikkei! E semana que vem, atenderei outro grupo de alunos, para passar minha "experiência"!

estou praticando minhas novas técnicas de make!

Também estive na sede da Ponte a Ponte, um trabalho fundamental conduzido por pessoas lindas como o Cassio Aoqui e a Vanessa Prata! Profissionais do bem, que estão transformando esse nosso Brasil! A casa é linda, um verdadeiro paraíso escondido no meio da cidade! Uma dádiva visitar um lugar como esse e ter oportunidade de conviver com pessoas tão maravilhosas!





Estou ultimamente escutando essa música umas 40 vezes por dia (Shape of you). Aliás, é uma técnica de produtividade que eu utilizo: ouvir sempre as mesmas músicas em repeat (e funciona por incrivel que pareça). Adoro o Ed Sheeran e essa menina que aparece no video é simplesmente linda, e pelo que eu pesquisei na internet, é nikkei (Jennie Pegouskie)!


quinta-feira, setembro 21, 2017

Minha surpreendente bobeira

Eu normalmente sou uma pessoa até que inteligente, mais do que o normal, diriam. Mas tem dias em que sou uma toupeira completamente tapada! Tem ocasiões em que eu simplesmente não acredito na minha toupeirice!

Tipo ontem, que estava esperando minha médica. Ela atendia uma obassan, um odissan, outra obassan, outro odissan...e eu pensando "puxa, a dra deve estar muito atrasada hoje. tadinha". Fiquei tranquila, acessando meus e-mails e colocando coisas em dia.

Enfim, quase DUAS HORAS depois, ela sai do consultório e fala pra mim: "ué, cadê a sua ficha?". Pois é, senhoras e senhores. Eu fiquei quase duas horas esperando de boba! Porque estava tão tranquila e desligada que peguei a ficha do hospital e taquei na minha bolsa. Sendo assim, não tinha como ela me chamar! Hehehehe!

Eu estava de boa, até porque a responsabilidade foi toda minha, então expliquei porque estava lá. A minha queixa é a perda de capacidade pulmonar que tenho sentido, uma certa dificuldade na respiração. 

Na minha cabeça, seria falta de exercício respiratório, pois faz ANOS que não faço um vocalize sequer. E a médica falou que na verdade, estou vivendo com metade do nariz obstruído e nem percebi! Por isso não consigo respirar fundo na meditação! Por isso falta fôlego. O mais legal foi ela ter falado (e cito literalmente as palavras da doutora): "antes de partir pras filigranas, vamos cuidar da parte médica". Eu, como apreciadora da língua portuguesa, respeito muito alguém que consiga utilizar a palavra "filigrana" no dia a dia! Muitos ❤️❤️❤️ pra doutora!

Isso também são filigranas, mas de papel!

Depois fui tomar sorvete de neve com minha amiga, pessoa querida, conversamos bastante e foi legal. E ainda fiz compras no marukai para minha mãe e batian. E preparei um sukiyaki delicia! Lavei muita louça, arrumei as coisas e capotei. Não antes de ler mais umas 30 páginas do "Ordens do Amor", que é uma leitura viciante!

Meu sorvete de injeolmi - kinako, moti e mel!

Sukiyaki nham nham!


O mais engraçado? Sonhei com trabalho! Sonhei que estava produzindo  um mega evento na Liberdade! Então até nos meus sonhos, de vez em quando, eu trabalho! E essas foram as peripécias que tenho a relatar. E vc? Como está?

quarta-feira, setembro 20, 2017

Reaallllly??


Estamos divulgando um curso para formação de interpretes. Se a pessoa vai estudar para tornar-se um intérprete, pressupõe-se que tenha conhecimento avançado dos dois idiomas trabalhados correto? Correto (pelo menos pra mim)!

Entretanto, no reino da internê, parece que as pessoas têm preguiça de pensar. E ficam perguntando se dá pra fazer o curso com nível basico (ou até inexistente) do idioma. Como uma pessoa pode ser interprete de inglês, por exemplo, sem falar o idioma? É uma pergunta ilógica, concorda?

Sinceramente, não sei se isso é culpa de maus comunicadores e maus profissionais de imprensa. Ou falta de investimento na educação básica. Ou essa indústria de memes emburrecedores e deseducadores. Ou o fato das pessoas terem desaprendido a ler. Provavelmente é uma mistura de tudo isso. Fato é que temos que ter muuuuuuuuuuuita paciência para trabalhar com mídia - em geral.

Hoje estou no médico porque marquei todas as consultas e exames possíveis e imagináveis pra dar um check up na minha saude. A minha médica pediu pra eu tomar uma vitamina e fui comprar na farmácia. Acreditem: uma simples vitamina custou 70,00! E além disso, ela vem com corante verde (e eu tenho alergia ao corante amarelo, que compõe o corante verde. Tomei um pra ver se me dá reação, e se der, vou doar os 89 comprimidos restantes pra alguem!).

Não compreendo porque os laboratórios colocam corante em remédios que não precisam. Na verdade, ninguém precisa de corante ou aditivo! 10% da população possui alergia. Mas as indústrias continuam adicionando um monte de porcarias nos produtos que consumimos, para disfarçar a aparência real dos produtos e induzir os consumidores à compra (e ao erro)! 

Então eu fiz uma coisa, que achei que era minha atitude civica. Liguei lá no laboratório pra reclamar. Escutei a musiquinha, fiquei na espera uns minutos e deixei registrada a minha reclamação! Se cada um fizer sua parte,  teremos um mundo melhor!

E hoje tive reunião com uma pessoa muito querida, pra sonharmos coisas lindas juntas! Espero que possamos realizar esse novo projeto, com muita gente legal! Gommen pelo post meio estressado de hoje (hahaha), mas está tudo bem! E vc? Bjs!

terça-feira, setembro 19, 2017

Uma vida mais saudável

Uma dica muito simples pra melhorar a sua vida no dia a dia é cozinhar e fazer suas refeições tranquilamente! Pra gente que trabalha, é sempre bom trazer bento (=marmita)! 

Eu trago minha comidinha, lanchinho e frutas, porque se vou na loja aqui do lado, só compro besteira - e gasto meu suado dinheirinho com alimentos que fazem mal pra saúde. Portanto, bem melhor trazer de casa!

Hoje não trouxe bento porque almocei com meu amigo Ale no restaurante RongHe! Muito bom! Comemos macarrão fresquinho com frutos do mar! Olha que legal! O chef prepara na hora! 



A minha casa está uma bagunça porque estamos nos preparando para receber visitas internacionais. Imagina chegar em casa e encontrar tudo bagunçado, com copos no quarto, bandeja na sala e potes no banheiro? É assim que me senti ontem. Passei a noite arrumando algumas coisas, e ainda falta MUITO. De resto, a minha vida tem sido trabalho, trabalho e mais trabalho. E está tudo ótimo, tudo bem! E a sua vida, como está?




segunda-feira, setembro 18, 2017

Aprendendo coisas novas

Um ponto importante para quem busca o aprimoramento pessoal é sempre estar aprendendo, nunca achar que já é suficiente, manter a curiosidade para descobrir coisas novas!

A minha filosofia é sempre essa: procure aprender sempre. Nesse fds, por exemplo, eu tive minha primeira aula de maquiagem com o Rodrigo!

Produtos Mary Kay, que não sabia que eram tão bons!


Tudo que aprendi sobre maquiagem foi via Youtube, com a Michelle Phan, a Karen O e a Jen do From Head to Toe. Então foi muito legal aprender coisas novas com o Rodrigo, ao vivo e a cores, e constatar que posso melhorar - e muito - a minha rotina de maquiagem! Se você tem interesse, recomendo o Rodrigo! Eu ainda não tenho as coisas que ele me recomendou, mas já mudei algumas coisinhas e notei diferença!

Também fui aprender mais sobre a culinária tradicional coreana no restaurante Dare (Rua Correia de Melo, 54 - Bom Retiro)! O restaurante é simplesmente maravilhoso, enorme e bem ambientado! Comida muito bem temperada, fresca, deliciosa, e porções muito caprichadas! Recomendo também! Aliás, preciso aprender para fazer comidinhas coreanas para meu namorado!
Banchan do restaurante Dare


Estou simplesmente hipnotizada pelo livro Ordens do Amor, do Bert Hellinger, que chegou na sexta-feira e já passei da pagina 100, nos poucos momentos em que consegui ler nesse final de semana. O livro é uma verdadeira aula de vida, de ordem, de equilibrio, de pertencimento. Todos deveriam lê-lo, para entender como são construídas sutilmente as relações familiares, pessoais e coletivas. Enfim, o tema não interessa apenas quem tem curiosidade sobre constelações familiares. Estou aprendendo muitíssimo, de uma maneira surpreendente!
 


E no campo de coisas mais cotidianas, fomos fazer compras pela 2a vez no Carrefour da Rua Pamplona. Nessa loja conceito, o ambiente é lindo, o atendimento atencioso, os preços são bons e o melhor de tudo: não tem fila no caixa, pois são 50 caixas à disposição! Uma boa alternativa para fazer as compras do mês!

Esse é o 3D pois esqueci de tirar foto!
Com as comprinhas, entrei na onda Masterchef e passei o domingo cozinhando e limpando a casa da minha mãe. Preparei costelinha, farofa de banana, mandioca e um bolinho de cenoura! É verdade, eu sei cozinhar e fazer limpeza rsrsrsr! Enfim, isso é o que faço quando não estou trabalhando: leio, cozinho e aprendo. E você?


sexta-feira, setembro 15, 2017

Re-rotinando

Como é bom almoçar com amigos! 

Conversar simplesmente, trocar ideias, mesmo que seja sobre trabalho (rsrsrs), comer uma comidinha gostosa, provar um doce, ou seja, coisas simples que eu não faço há alguns meses! Sim, pois durante o período de uns 3 a 4 meses da minha vida, ela praticamente não pertence a mim! Agora, estou prazerosamente retomando as minhas atividades normais!



Não posso reclamar de nada, porque esse ano tem sido simplesmente maravilhoso pra mim. Fiz um levantamento e em cada mês de 2017, obtive uma grande realização (lógico, graças a muito trabalho e empenho)! E cada vez mais, tenho certeza que posso alcançar mais sucesso, mais realizações, ajudar mais gente e realizar novos sonhos!

Ontem tive uma notícia muito chocante. Fui marcar consulta e descobri que a minha médica faleceu de repente. Eu tinha uma consulta com ela antes do Festival mas não fui. Me senti culpada, porque ela sempre falava que eu PRECISO cuidar da minha saúde, cuidar de mim, não cuidar tanto dos outros. E eu nem sabia que ela estava doente. E inclusive, não fui ao médico esse ano! Lógico que eu marquei todos os médicos que estavam pendentes e agendei todos os exames, rapidinho.


Ontem também recebi uma oportunidade que ressoou no meu coração. Espero que eu possa ajudar em mais esse projeto novo. Ultimamente, tenho escolhido melhor as minhas batalhas, e essa seria uma batalha muito nobre, que eu gostaria de participar. 

Estava assistindo ao video abaixo com o Fred Mattos e fiquei feliz em constatar que eu hoje tenho claramente os 8 sinais de maturidade emocional. Aliás, melhorei e cresci muito também graças às conversas que tive com o próprio Fred. Na verdade, eu sinto que tenho bem definidos 7 sinais de maturidade. Mas preciso trabalhar nessa questão do heroísmo (item 7). Ainda acho que tenho um pouco de super-heroi relutante dentro de mim. E isso nao é bom, porque acabo prejudicando a mim, tentando ajudar os outros! O mundo precisa simplesmente de mais pessoas boas, não de heróis.




Saiba quais são os 8 Sinais de maturidade emocional:

1) fazer as pazes com o tempo
2) sem determinismo e extremismo
3) equilíbrio entre o coletivo e o individual
4) compaixão pelos outros e por si mesmo
5) sabedoria para escolher
6) construção de sentido
7) sem heroísmo
8) capacidade de desconstrução





domingo, janeiro 08, 2017

Circularidades


Passei mais de dois anos sem atualizar esse blog, não sei exatamente o motivo, mas sempre sentia vontade de voltar a postar. Quando leio meus posts antigos, posso perceber claramente o quanto eu cresci e me desenvolvi em todos os sentidos nesses anos de distância. E acho que isso é o mais bacana de mantermos um blog: poder elaborar um registro do que a gente pensa e sente, ao longo de muitos e muitos anos. Tenho até vergonha de alguns posts muito bobinhos, mas no geral, esse blog refletiu como eu penso e como me movimento no mundo.

A vida anda muito completa e feliz para mim em todos os campos: pessoal, profissional, emocional, familiar, espiritual, amoroso, enfim, acredito que consegui alcançar um equilíbrio muito buscado. Continuo trabalhando pra caramba como sempre, mas refletindo comigo mesma, creio que sempre fui assim e sempre serei. Gosto mesmo de trabalhar e de me envolver em diversos projetos ao mesmo tempo! Agradeço ao universo por ter permitido tanta felicidade e coisa boa no meu caminho! Creio que também fiz a minha parte, porque sempre busquei o bem.

Nessa semana estou vivendo um sentimento muito bacana de expectativa. Fui selecionada para um programa de convite ao Japão do Consulado Geral do Japão em São Paulo, e vou para o Japão depois de quase 20 anos sem visitar o país. Sim gente, eu trabalho com cultura japonesa mas não tinha voltado pro Nihon desde a minha adolescência. Os motivos? Muitos. 

Na entrevista, a coordenadora perguntou. "Erika, você que está tão dentro da comunidade, porque nunca recebemos a sua candidatura nessas bolsas?". Eu poderia dar dezenas de motivos. Que eu sempre estou correndo, sempre estive em diretoria de alguma entidade, ou envolvida em algum projeto grande, e sentia que não tinha tempo para ir para o Japão com uma bolsa de estudos. Mas a reflexão que eu fiz depois da entrevista, pensando naquela pergunta tomando um chai latte no Starbucks, é diferente, é até surpreendente: eu simplesmente não me sentia merecedora das oportunidades que aparecem na minha frente.

Já recebi outras oportunidades anteriormente, e pensava que a outra pessoa precisava mais do que eu, ou que eu era tão essencial e não poderia ficar fora por tanto tempo (puxa mas é taaaaanto tempo, são 2 semanas hahaha!). São desculpas até meio irracionais (como a maioria das desculpas), se formos pensar nisso. Graças a deus, depois de muito trabalho de coaching, melhorei bastante. Estou mais confiante, mais certa do meu valor e da minha contribuição, e sei que posso representar o Brasil e a comunidade nikkei com muito orgulho, e trazer conhecimentos que possam ajudar outras pessoas.  

Enfim, este é um momento muito feliz de renovação para mim, e desejo que o ano de 2017 simbolize a possibilidade de um renascimento das esperanças, dos bons sentimentos e da harmonia em nosso país. Que seja um ano bem melhor do que 2016, para você e para mim também. bjs!