segunda-feira, abril 21, 2014

Alergias e alegrias

Sou uma pessoa extremamente alérgica a algumas coisas simples e bonitas da vida. Por exemplo, brincos. Meus brincos lindos de aço cirúrgico estão me machucando, talvez por causa do calor, ou da umidade, ou algum fator misterioso. Entao decidi testar um daqueles brincos de farmácia, pequeninos, de bebê. Fui lá e escolhi um modelo. Putz, que decisão mais idiota!

Ja no primeiro dia, o treco começou a me incomodar, mas na bula estava escrito para ficar com o brinco, então eu (muito pouco inteligente) persisti, e consegui suportar o incômodo umas duas semanas. Mas chegou um dia em que não agüentei mais, estava inflamado, saindo pus, vermelho e doendo. Tirei fora aquela pecinha hiper contaminada e achei que ficaria bem. Ledo engano: piorou!!!! Hahahahaha....

No dia seguinte, a minha orelha parecia uma couve flor!!! Acho que a inflamação estava contida no brinco e depois se espalhou por toda região auricular, tudo que era possivel e imaginável kkkkkk....e fiquei simplesmente desesperada!! Fiquei desinfetando, mas parece que só piorava. Consegui marcar medico, mas para a semana que vem, então acabei fazendo algo que não gosto muito de fazer, pq por principio, não gosto de automedicação. Fui na farmácia e expliquei meu caso para o farmacêutico.

Ele me deu bronca, "moça, voce não devia ter ficado com o brinco na orelha. Você também não deve esperar até a semana que vem, passa esse xxxxxx que vai melhorar". Graças a deus (e ao bom moço), o remédio conseguiu parar a inflamação e não estou mais parecendo um hobbit!! E isso tudo teve um lado bom, porque marquei todos os meus medicos para esse mês e farei meu check up anual.

Hoje estava na farmácia de novo, pq é um dos meus lugares favoritos, além de livrarias (ou seja, hipocondríaca e estudiosa = combinação perfeita kkkk). E a atendente estava contando do caso de uma moça que vai lá na loja. Em teoria, a mulher só pode tomar "pílula do dia seguinte" uma ou duas vezes ao ano, porque esse negocio é forte e dá um revertério no organismo da mulher. Mas essa moça está tomando duas vezes por MÊS, como método contraceptivo!! Ou seja, é louca e está acabando com a propria saúde. Moça, toma pílula, injeção, usa diu (ou simplesmente camisinha né!!!). 

Eu nao sei se as farmácias podem vender pílula do dia seguinte sem receita medica (nao deveriam), mas como a eficácia dela diminui a cada dia que passa, imagino que é possível comprar com muita facilidade, porque tem que ser rápido. Mas marcar medico de um dia pro outro, aqui no Brasil, é uma missão impossível (olha o meu caso da orelha de hobbit: se fosse esperar minha consulta direitinho, teria virado um brócolis!!).

Mas na verdade, ja tomei pílula do dia seguinte há uns anos. Aconteceu que um dia, eu surtei e decidi que precisava porque precisava tomar a pílula, e como foi possível ilustrar no caso dos "brincos flamejantes", sou uma pessoa realmente teimosa quando quero. Entao fui lá no clinico geral e insisti, insisti, insisti, até que ele me passou a receita. Fui na farmacia, comprei o remédio, tomei, passei mal de cólica no dia seguinte, e depois de uns dias fui no meu medico. 

O mais engraçado é que quando a gente passa por uma consulta com seu medico, parece que as coisas voltam ao seu devido lugar. A primeira coisa que ele falou foi: "Erika, ok, voce tomou a pílula do dia seguinte, mas...e se voce ficasse gravida, qual é o problema?? Porque tem tanta gente, milhões e milhoes de pessoas, tentando ter um filho nesse exato momento, e nao conseguem. Se voce estivesse gravida, qual seria o problema? Voce tem saude, emprego, família, amigos, tudo. Voce pensou nisso?"

E a minha resposta, naquele momento, foi não.  Tinha esquecido de uma verdade tão simples como essa. Nao era o momento certo, nao era a pessoa certa, nao era nada certo, mas se eu tivesse ficado gravida, qual seria o grande problema? Se me faltasse dinheiro, trabalharia mais. Se me faltasse apoio, posso pedir ajuda da minha família. Amor, alegria e respeito não faltariam. Entao, hoje enxergo claramente que exagerei em uma coisa muito boba. Uma boa consulta medica faz toda a diferença, e espero que a moça citada acima consiga melhorar e ir num medico. Automedicação é ruim. Palavra de uma hipocondríaca! Bjs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário