sexta-feira, abril 27, 2007

Qualquer criança

Ontem eu peguei o livro Sorriso Singelo nas maos e fiquei realmente muito emocionada, encantada com os desenhos e as poesias. Shinya Nobuyuki é um anjo, e tem uma alma pura, bonita e singela.
Vale a pena conferir a exposição dos trabalhos de Shinya, que acontece na Fundação Japão de 05 a 12 de maio (confira o release no meu blog http://www.notinhas.blogspot.com/).
Quando li esse poema “Qualquer Criança”, e vi a ilustração, me emocionei tanto que chorei um pouquinho, mas ninguém percebeu (acho), porque estava numa sala aberta. É realmente muito lindo.
Toda criança merece carinho, amparo, porque tem um potencial infinito. E eu penso em quantas crianças brasileiras não conseguem atingir a maioridade, não conseguem alcançar seus sonhos, ou mesmo viver em paz, tranqüilas. Qual será o futuro de um mundo que não consegue cuidar de suas crianças? Onde vamos parar?

Bem, entre brigas e tempestades, vou seguindo a minha vidinha de reuniões, trabalho voluntário, algumas boas surpresas, outras nem tanto. A melhor surpresa que eu tive ontem aconteceu quando estava lendo um simples relatório. Descobri que a minha companhia teatral favorita, o Guekidan 1980, vai vir para o Brasil no começo do ano que vem. Se tem algo ou alguem de quem me considere fã, é dessa companhia.

Eles são fantásticos, lembro até hoje da historia da Chikako Sato, que era uma cantora famosa que morreu na miséria. Mas eles contaram a vida dela sem usar nada, além de cordas, caixas de madeira e a própria voz como instrumento cenográfico. É muito lindo e fabuloso ver o quanto eles conseguem construir algo tão belo e ao mesmo tempo “imaterial”.
E pela comissão do Gueinosai, tive a felicidade de assistir uma apresentação deles no CEU Campo Limpo. Foi mágico ver aqueles olhinhos das crianças brilhando, rindo junto com os atores da companhia. A arte não tem fronteiras! E pode mudar o mundo!

Qualquer criança
A qualquer crianca
Que se diga
Voe é imprestavel
Que se pense
Voce é imprestavel
Se assim agir
Este será o pior erro
Vou saber.

Qualquer criança
Tem em si
Força infinita
Brilho infinito
Que nem em mim
Nem em voce
Há tesouro igual
Por isso
Que demos protecao
com carinho
que demos apmparo
com afeto

poema de Rengue Yamato

Nenhum comentário:

Postar um comentário