Pular para o conteúdo principal

Leituras na Internet

Sempre que eu tenho um tempinho eu acesso o blog do Paulo Coelho. Eu sei oque voce pode estar pensando, mas gosto é gosto e eu gosto de muitos livros dele. Me ajudaram muito em épocas diferentes da minha vida, como quando eu decidi investir na minha "lenda pessoal" apesar de tudo jogar contra, inclusive (e principalmente) eu mesma. Hoje eu sei que não seria uma pessoa feliz, se nao tivesse trilhado meu caminho com tanto esforço e dedicação. Nesse ponto, um adendo sobre lenda pessoal.

"A lenda pessoal é aquilo que você sempre desejou fazer. Todas as pessoas, no começo da juventude, sabem qual é sua lenda pessoal. Nesta altura da vida, tudo é claro, tudo é possível, e não temos medo de sonhar e de desejar tudo aquilo que gostaríamos de fazer. Entretanto, à medida em que o tempo vai passando, uma misteriosa força começa a tentar provar que é impossível realizar a Lenda Pessoal. Esta força que parece ruim, na verdade está ensinando a você como realizar sua Lenda Pessoal. Está preparando seu espírito e sua vontade, porque existe uma grande verdade neste planeta: seja você quem for, quando quer com vontade alguma coisa, é porque este desejo nasceu na alma do Universo. É sua missão na Terra."(O Alquimista - Paulo Coelho)

Engraçado que estava lendo o post abaixo no blog dele. Lógico que tem uma coisa importante, muitas vezes nao é o livro que se relaciona com voce, é voce quem se relaciona com o livro. Quando você abre numa página e diz pra si mesmo: "nossa, mas é isso que eu estava precisando", nao é o livro nem o destino que agiram para você abrir a pagina, foi voce que se encontrou naquela página.

Eu achei o pensamento colocado sobre o amor muito bonito. Mas o que me chamou atenção mesmo foi um comentário que estava logo abaixo, que é um poema cuja autoria nao encontrei na Internet. É simples, porém resume muito bem pra mim como é meu pensamento. Sempre vou procurar sorrir apesar das dificuldades. Porque eu nao tenho problemas, eu tenho pequenas dificuldades.

Problema quem tem é o pai de familia que trabalha duro e nao consegue dar tudo o que sonha para os filhos. Problema quem tem é a pessoa que está no hospital buscando um tratamento, ou a pessoa que sofre com uma doença incuravel ou uma depressão fortissima. Problema é viver uma situação insuportavel. Portanto, eu nao tenho problemas, sou muito abençoada pela vida e não posso reclamar, nao seria justo com a energia do mundo eu ficar resmungando sobre meus pequenos obstaculos. Por isso eu sorrio. Tudo vai passar, inclusive sou ótima em superação. É uma das minhas especialidades. Cair 9 vezes e levantar 10 vezes. Gambarimashou. Bjs.

http://g1.globo.com/platb/paulocoelho/2012/04/17/tentando-controlar-a-alma-2/


Muitas vezes achamos que podemos controlar o amor. E, neste momento, nos surpreendemos fazendo uma pergunta complemente inútil: “será que vale mesmo a pena?”
O amor não respeita esta pergunta. O amor não se deixa avaliar como uma mercadoria. Um dos personagens da peça “A Boa Alma de Setzuan”, de Bertold Brecht, nos fala da verdadeira entrega:
“Quero estar junto da pessoa que amo.
Não quero saber quanto isto vai me custar.
Não quero saber se isto vai ser bom ou ruim para minha vida.
Não quero saber se esta pessoa me ama ou não.
Tudo que preciso, tudo que quero, é estar perto da pessoa que amo”.


-----------------------------------------------------------------------------


Sorri,
Sorri sempre de peito aberto,
Mesmo que futuro se mostre incerto,
Mesmo que te sintas no meio de um deserto,
Mas sorri.

Sorri para ti, sorri para mim, mas sorri,
Se for caso ri,
Mas ri bem alto,
Para que todos te ouçam,
Mas ri,
Ri com vontade, com ternura, com sinceridade,
Mas ri.

Ri e sorri, nem que seja para não chorar,
Nem que seja para não julgar,
Nem que seja para lágrimas parar,
Mas sempre que a tua alma te deixe,
Mesmo que o mundo não compreenda porquê,
Ri, sorri, sorri e ri . . . mas Sorri!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos na gaiola

Acabei de ler 2 vezes o livro da Mirian Goldenberg. Muitas reflexoes e inspiração para escrever alguns posts. No livro, a Mirian fala do sociólogo Zygmunt Bauman, para quem existem dois valores absolutamente indispensáveis para uma vida feliz: segurança e liberdade. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é o caos.


A questão é, como nós, brasileiros, podemos nos sujeitar a viver sem segurança nem liberdade? Esses dias fiquei em Gramado, que é o destino turístico mais seguro do Brasil. Faz muitos anos que nao sentia essa sensação tão maravilhosa e reconfortante de plena segurança. Muita felicidade.


Poder andar na rua tranqüilamente, livre, de dia, de noite, de madrugada, sabendo que nada de ruim pode te acontecer. Tendo a sensação de que tudo está seguro e tranquilo. Sabendo que voce pode ir e voltar para o hotel a pé, sempre em segurança.


O valor disso é incalculável, e os cidadãos de Gramado se orgulham muito de terem uma cidade segura. Pelo que me falaram, qu…

Circularidades

Passei mais de dois anos sem atualizar esse blog, não sei exatamente o motivo, mas sempre sentia vontade de voltar a postar. Quando leio meus posts antigos, posso perceber claramente o quanto eu cresci e me desenvolvi em todos os sentidos nesses anos de distância. E acho que isso é o mais bacana de mantermos um blog: poder elaborar um registro do que a gente pensa e sente, ao longo de muitos e muitos anos. Tenho até vergonha de alguns posts muito bobinhos, mas no geral, esse blog refletiu como eu penso e como me movimento no mundo.
A vida anda muito completa e feliz para mim em todos os campos: pessoal, profissional, emocional, familiar, espiritual, amoroso, enfim, acredito que consegui alcançar um equilíbrio muito buscado. Continuo trabalhando pra caramba como sempre, mas refletindo comigo mesma, creio que sempre fui assim e sempre serei. Gosto mesmo de trabalhar e de me envolver em diversos projetos ao mesmo tempo! Agradeço ao universo por ter permitido tanta felicidade e coisa boa…

Reuniao com tubarão

Eu sou uma pessoa muito meticulosa, pratica e organizada. Quer que eu odeie uma pessoa, mesmo que seja só um pouquinho? Simples, é só essa querida pessoa marcar uma reunião comigo de ultima hora, no mesmo dia. Porque a minha agenda é TODA feita com antecedência, eu planejo minha semana, planejo cada dia e o que vou cumprir em cada dia em termos de metas e objetivos. Gosto de dar um "check" nas tarefas cumpridas no fim do dia. Sou assim: sou planejadora. Tenho plano A, B e C pra tudo.
Nesse cenário tao perfeitamente calculado, um compromisso de ultima hora altera toda minha rotina mental, e daí, acabo extremamente irritada. Entao se eu for realmente obrigada a ir em uma reuniao assim (sim, porque meu mundo não é cor de rosa, e assim como vc, tenho que engolir um monte de sapos), eu vou sair com pedras na mão, irritada, seca e nada disposta para uma negociação. 
Esse mês tive uma reuniao assim. Eu fui lá praticamente obrigada. E foi uma ocasião bem ridícula, pq a pessoa só chamo…