Pular para o conteúdo principal

Karaoke (muito) maluco no Bom Retiro

Imagina a cena, depois da gente tomar café, jantar no japones, beber no izakaya (eu bebi muito...mugui chá hahaha), o Y decidiu que queria porque queria ir no karaoke. E ele só gosta de karaoke box. Liguei no PorqueSim, liguei no Kampai, sem horario, tudo ocupado, afinal, sexta feira de noite né. Entao ele decidiu que a gente ia procurar um karaoke box no Bom Retiro.

E fomos lá no escuro, sem saber nada, passando da meia-noite. E nao é que eu, com a minha super visão, consegui encontrar um karaoke box no Bom Retiro? É muito incrível a minha capacidade de visão e dedução!! Hahahaha....isso é destino!! O nome do karaoke é Dream 21. Tem 13 salas, muito mais do que o PqSim ou Kampai.

Foi engracado entrar no karaoke, ele falando algo ininteligível com a dona, e dai ela coloca a gente numa sala que parecia mais um "palco" e que cabiam umas 30 pessoas, porque era a única disponível. E que custava um absurdo de caro. Mas era a único espaço disponível, o Y queria ir no karaoke e valia a pena. Ela tinha aparelhos super modernos, banheiro exclusivo, tudo de bom. 

Ficamos lá um pouquinho enquanto a outra sala nao liberava. Em uns dez minutos fomos deslocados do palquinho para uma sala normalzinha, mas mesmo sendo "normal", ela é beeeeeeem melhor que o PorqueSim. Sofazinho confortável, decoração de Natal, aparelho moderno, duas tevês...devia ter tirado foto da sala né kkkkk....bobeei!! 

Eu canto uma musica, daí falo pra ele cantar tambem, mas ele nao quer cantar. Ele só quer me ouvir cantar. Diz que a minha voz é relaxante, voz de anjo, voz de cantora hahaha...mas ele cantou algumas musicas. E ficamos mais de 3 horas no karaoke, isso significa que...esgotei meu repertório hahaha...fiquei rouca hahaha... 

Uma coisa ruim do karaoke coreano é que só tem vídeoke nas salas maiores, como do palco que estávamos no começo. Entao só dá pra cantar musicas chinesas, coreanas, americanas e japonesas. Outra coisa muito ruim, pessima mesmo, é que os coreanos fumam que nem chaminés, o karaoke todo fede tabaco. A sala tem cheiro de cigarro, o corredor, o banheiro, o papel de parede, a coca cola, tudo fede. Entao para quem é sensivel ou antitabagista, não recomendo!! 

Saímos do karaoke depois das 3 da manha (só porque eles estavam fechando), o Y totalmente bêbado, foi super divertido. E eu fiquei pensando nisso, que escutar alguem cantando pra voce é realmente muito relaxante. 

Por isso fui assistir um show de karaoke no Bunkyo no fim-de-semana. Oque eu achei legal foi chegar lá com o pessoal do RKMD tocando, e depois ver meu amigo rebolando no palco com roupinha de mulher (não tem preço). 

Assistir as apresentacoes me fez pensar que o meu jeito de cantar é bem diferente do pessoal do karaoke. Como eu me revoltei com as aulas de karaoke, fui buscar um caminho diferente, aulas de canto, fiz até canto lírico, entao não tenho uns "maneirismos" que eu reparo no pessoal do karaoke. Não estou criticando, nao existe certo ou errado, existem jeitos e técnicas diferentes. 

Ps: eu dava tudo na minha vida pra cantar assim como a Tessanne. Eu canto essa musica da Whitney, mas nao chego a 10% da Tessanne Chin. Ela é "The Voice" mesmo!


Serviço:

Karaoke Dream 21: Rua Prates 611, Bom Retiro - (11) 3313-1418

Porque Sim: Rua Tomaz Gonzaga, 75, Liberdade - (11) 3277-1557

Kampai: Av. Liberdade, 638, Liberdade - (11) 3277-1766

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Presos na gaiola

Acabei de ler 2 vezes o livro da Mirian Goldenberg. Muitas reflexoes e inspiração para escrever alguns posts. No livro, a Mirian fala do sociólogo Zygmunt Bauman, para quem existem dois valores absolutamente indispensáveis para uma vida feliz: segurança e liberdade. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é o caos.


A questão é, como nós, brasileiros, podemos nos sujeitar a viver sem segurança nem liberdade? Esses dias fiquei em Gramado, que é o destino turístico mais seguro do Brasil. Faz muitos anos que nao sentia essa sensação tão maravilhosa e reconfortante de plena segurança. Muita felicidade.


Poder andar na rua tranqüilamente, livre, de dia, de noite, de madrugada, sabendo que nada de ruim pode te acontecer. Tendo a sensação de que tudo está seguro e tranquilo. Sabendo que voce pode ir e voltar para o hotel a pé, sempre em segurança.


O valor disso é incalculável, e os cidadãos de Gramado se orgulham muito de terem uma cidade segura. Pelo que me falaram, qu…

Circularidades

Passei mais de dois anos sem atualizar esse blog, não sei exatamente o motivo, mas sempre sentia vontade de voltar a postar. Quando leio meus posts antigos, posso perceber claramente o quanto eu cresci e me desenvolvi em todos os sentidos nesses anos de distância. E acho que isso é o mais bacana de mantermos um blog: poder elaborar um registro do que a gente pensa e sente, ao longo de muitos e muitos anos. Tenho até vergonha de alguns posts muito bobinhos, mas no geral, esse blog refletiu como eu penso e como me movimento no mundo.
A vida anda muito completa e feliz para mim em todos os campos: pessoal, profissional, emocional, familiar, espiritual, amoroso, enfim, acredito que consegui alcançar um equilíbrio muito buscado. Continuo trabalhando pra caramba como sempre, mas refletindo comigo mesma, creio que sempre fui assim e sempre serei. Gosto mesmo de trabalhar e de me envolver em diversos projetos ao mesmo tempo! Agradeço ao universo por ter permitido tanta felicidade e coisa boa…

Reuniao com tubarão

Eu sou uma pessoa muito meticulosa, pratica e organizada. Quer que eu odeie uma pessoa, mesmo que seja só um pouquinho? Simples, é só essa querida pessoa marcar uma reunião comigo de ultima hora, no mesmo dia. Porque a minha agenda é TODA feita com antecedência, eu planejo minha semana, planejo cada dia e o que vou cumprir em cada dia em termos de metas e objetivos. Gosto de dar um "check" nas tarefas cumpridas no fim do dia. Sou assim: sou planejadora. Tenho plano A, B e C pra tudo.
Nesse cenário tao perfeitamente calculado, um compromisso de ultima hora altera toda minha rotina mental, e daí, acabo extremamente irritada. Entao se eu for realmente obrigada a ir em uma reuniao assim (sim, porque meu mundo não é cor de rosa, e assim como vc, tenho que engolir um monte de sapos), eu vou sair com pedras na mão, irritada, seca e nada disposta para uma negociação. 
Esse mês tive uma reuniao assim. Eu fui lá praticamente obrigada. E foi uma ocasião bem ridícula, pq a pessoa só chamo…