domingo, fevereiro 12, 2012

Como superar e manter a fé?

Minha família nunca foi religiosa. NUNCA. Então até hoje não entendo porque meus pais obrigaram todos os filhos a estudar num colégio católico, onde a gente tinha que rezar Pai Nosso, Ave Maria e o credo todo dia antes da aula.

Antes da prova, tinha a prece antes das provas. Tinha que ir na igreja e fazer aula de religião. Em suma, eu ODIAVA minha vida escolar. É um dos traumas da minha infância. Eu odiava a escola e tudo que se relacionava à escola e igreja. Eu queria pular num buraco bem fundo e fugir. Nao sei como consegui terminar os estudos, tanto que eu sonho algumas vezes que não me formei e por consequência, não pude fazer faculdade...hahaha...

Engraçado a gente pensar que o tempo passa, e a cabeça da gente muda (e muito). Quando eu era criança e aborrescente, eu nao tinha fé em nada, eu realmente nao acreditava em muitas coisas. Meus pais nao me educaram para ser um ser pensante. Hoje, mais madura, eu acredito em algo que é maior do que todos nós. Eu tenho fé no meu sonho, na humanidade, no futuro.

O mais irônico é que quando eu preciso pensar, refletir, pedir conselhos para Deus, adivinha aonde eu vou?? Nao, não é no templo budista. Eu vou lá, naquela mesma igreja que eu odiava quando era criança, sentar naqueles mesmos bancos que eu amaldiçoava quando tinha 12 anos, ver aquelas figuras coloridas nos vitrais, escutar o silêncio da igreja. Nao é muito irônica a nossa vida?

É como se eu tivesse me reconciliado com meu passado. Eu entro naquela igreja e me vejo quando era criança, vejo aquela pessoa tao infeliz que eu já fui, e vejo como o tempo passou e como a vida foi ótima comigo nesses anos todos, mesmo com todos os percalços e desafios. Eu vejo meus avós, meus pais, meu passado, e me sinto feliz por ter conseguido superar muita coisa e encontrar paz dentro de mim mesma. Fui lá essa semana e tudo isso voltou para o meu coração.

Basicamente, quando entro naquela igreja, eu sinto muita paz e renovo as minhas forças, quando penso no meu passado. Porque se eu superei tanta coisa, é porque posso superar muito mais. A vida pode me mandar muito mais porque eu resolvo. Tudo que parecia insolúvel pra mim quando eu era criança, adolescente ou mais jovem, se resolveu. É preciso ter fé e maturidade para perceber que a vida é assim mesmo, a gente tem que fazer o melhor todos os dias. O caminho do bem compensa. É uma estrada mais dificil, mas realmente compensa. Bjs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário