segunda-feira, maio 19, 2008

Some news (at last)

AVISO IMPORTANTE AOS INTERNAUTAS: Se esses dias eu passar na sua frente e nao conversar nem cumprimentar contigo, nao é por maldade minha, eu juro! É que estou enxergando muito, muito, muito mal!

Meus pobres olhinhos estao machucados, e quando uso oculos, nao enxergo direito. Quando uso lente, enxergo tudo embaçado e meio misturado. Ou seja, é algo que em japones, dizemos que é "shoganai" - nao tem o que se fazer - além de passar remedinho. Fico até de mal humor com isso!! rsrsrsrsrsrs...

Por isso, se acontecer algo do tipo, eu JURO que nao é por mal! eu garanto que nao subi no salto alto, nao fiquei arrogante nem nada assim, mas é que eu não estou enxergando meeeeeeeeeeeeesmo!! Pra vc ver, nao tô nem dirigindo, que é pra salvaguardar o bem estar fisico dos pedestres e motoristas.

Ai meu deus, faltando (menos de) 1 mes para o Centenario, a minha vida é resumida numa unica palavra: trabalho. É acordar 5h00 da manhã de uma sexta-feira pra atender jornalista do Bom Dia SP, é acordar 8 da manhã no domingo pra atender mais jornalista. É ficar até 11 da noite no telefone com jornalista. É viver pra atender o jornalista. Ainda bem que tenho a A, a T e a C (mais a S) pra me ajudar. Senao, estava perdida!

Hoje falei com minha amiga L, a F vai voltar de London London semana que vem. Chiquetérrimo! Vamos ver se consigo me juntar as minhas amiguinhas. E nesse fim-de-semana que passou, alem de trabalhar, eu fui em um chá de bebe (detalhe - de uma moça que eu nao conheço), e tb num aniversario com pizza e fondue de chocolate. Dormi 17 horas de sexta pra sabado (sério, eu praticamente dormi 1 dia inteiro, que horror!!). E tomei bastante sol no Parque do Ibirapuera no domingo (pra variar, trabalhando).

Ah, eu tambem soube que uma amiga do Seinen casou! Olha que bacana! E agora estou assistindo Bleach no Youtube. hohohoho. A saga dos bounts acabou, e começou a saga dos Lord Avast. Acho engraçado eles usarem palavras do tipo "menos grande" pra designar os hollows (que sao tipo uns espiritos maus, caçados pelos shinigamis).

O que eu acho mais engraçadinho no Bleach, sem duvida nenhuma, é o KON. hahahahaha, eu acho o Kon uma gracinha! Bom, quem sabe consigo postar mais uma vez antes do nosso grande, maravilhoso e unico Centenario?? Até lá, torçam pela gente! Arigato! Bjs.

sábado, maio 03, 2008

Music inside my mind

Dia lindo, sol e ventinho frio. Até que enfim! Hoje fui andar por aí. Sozinha, já viu, né? Fui devolver meus filminhos, fui no banco, andei até o parque da aclimação, passeei no parque, fui na feira, tomei sorvete, andei pra caramba. E isso tudo em menos de 2 horas! Pelo menos devo ter queimado as calorias do pastel de carne com queijo e do Mcflurry – espero!!

Ontem assisti mais um capitulo do Last Friends (acabou, agora só semana que vem, tadinha da Michiro, apanhou de novo do namorado diabo) e - incrivelmente - atendi alguns jornalistas e fiz produção de matérias em plena sexta de feriado. A saga dos bounts do Bleach também acabou. Pudera, eu sozinha em casa, essa chuva toda que caiu, e acabei assistindo um montão de capítulos!

No final, assisti no feriado “O Despertar de uma Paixão” com o Edward Norton e a Naomi Watts. Um filme difícil, mas muito legal. Também assisti “O Passado” (não gostei, o Rimini é muito bobo) e só pra completar o clima feriadão – hahahahaha – aluguei “Alvin e os esquilos” – hahahaha. Mas os esquilos são tão bonitinhos...rsrsrrsrs...nao importa o filme ser bobinho. Foi 1 hora e meia de fun fun fun.

Putz, estou viciada em uma musica que escutei por causa de uma pesquisa que eu fiz pra uma matéria. Selfish Love, do Miyavi. Ele toca muito! É muito stilish! Super coool! Faz tempo que uma musica não entrava na minha cabeça desse jeito. Caramba! O que eu faço pra tirar essa musica da cabeça?



E você conhece o Jero? É um cantor negro – de enka!!!!!!! – que entrou no Top Ten das paradas do Japão com o single “Umiyuki” (direto no 4º lugar em março). É o primeiro cantor afro-americano a conquistar um lugar tão alto nas paradas japonesas com o primeiro single. Ele é sansei mestiço e nasceu em Pittsburgh, EUA.

Enka nao é meu estilo, mas a musica desse Jero é até “escutável”. O mais bacana é que o clipe tem uma atmosfera de hip hop e grafitti, e o cara entra e canta essa musica tradicionalíssima japonesa, com umas roupas de rapper gangsta, e não de cantor enka. O estereotipo clássico seria um japa com quimono. E esse artista negro quebra o conceito, ultrapassa a barreira. Eu acho bacana porque o Japao precisa muito dessa quebra de (pre)conceitos. Bjs.

">

quinta-feira, maio 01, 2008

Sessão pipoca e choro

Ontem assisti ao DVD “A Vida Secreta das Palavras” com o Tim Robbins e a Sara Polley. Meu Deus, como eu chorei no final, uma vergonha, ainda bem que estava sozinha. E ainda bem que não fui assistir no cinema! Tenho um sério problema, porque choro com os filmes mais bobos possíveis, então não dá pra ir no cinema pra ver os filmes que eu acho (ou sei) que vou chorar assistindo...hahahahaha...um mico.

Hoje estou sozinha depois de muito tempo (namo foi viajar e eu fiquei em SP). Então aproveitei pra acordar tarde, trabalhar bastante, assistir Bleach (a saga dos bounts está muito demorada), e também aproveitei para assistir um dorama novo no YouTube – Last Friends. A musica tema é Prisioner of Love, da Utada Hikaru.

A novela ainda está passando no Nihon, nooosssa, é uma historia muito cativante. A menina é bonitinha, boazinha, quietinha, trabalha pra caramba, e tem um namorado que parece bonzinho. Parece, mas não é. Ele é o próprio diabo em pessoa! Ele bate nela e machuca, atira as coisas em cima dela, empurra, chuta, tenta atirar uma cadeira na moça. Coitada! Dá muita dó de ver essas cenas!!! Muita dó da menina!!!

Dorama do Japão é tudo assim, você se emociona mesmo, toma o partido da personagem, fica torcendo pra tudo dar certo. Na ultima cena que eu assisti, a amiga da Michiro entra na frente pra salvar a menina. É o que o telespectador sentia vontade de fazer desde o primeiro capitulo. Coitada da Michiro!

E pior, existem tantos casos de violência doméstica no mundo, inclusive aqui na casa vizinha da minha casa. Ultimamente o vizinho idiota e covarde parou de gritar com a esposa, mas eu sempre presto atenção. Porque essas pessoas são “prisioneiras do amor”, como a musica da Utada. Não dá pra entender, não é mesmo? Bjs