quinta-feira, março 28, 2013

Tentar até acertar!!

Eu quero me desafiar, buscar coisas novas, tentar coisas loucas, realizar projetos incriveis, ajudar muita gente, errar, acertar, tentar de novo, errar, errar, errar de novo até acertar. Aproveitar cada dia da minha vida como se fosse o último. 

Procuro viver com essa filosofia, lógico que adaptando com as muitas responsabilidades do meu dia-a-dia de uma empreendedora. Não vou largar meu trabalho na segunda-feira de tarde para ir pra praia. Tambem nao preciso pular de bungee jumping pra me sentir viva. Eu nao busco uma vida só de curtição, sem crescimento. E tambem nao quero uma vida louca, correndo riscos desnecessarios. 

Se for pra resumir meu objetivo de vida, o que me faz feliz, eu quero construir. Eu quero construir coisas GRANDES e sei que para isso, meu investimento pessoal tambem deve ser grande. Pessoas pequenas pensam pequeno. Pessoas grandes sonham grande. Felizmente, meus sonhos são (muito) maiores que eu!! Sou feliz buscando realizar esses sonhos e construir o que eu sonho.

Construir tambem é ajudar. Muito orgulho! #seinenbunkyo
Eu acredito que a vida é a maior benção que recebemos do Universo. Se estamos vivos, pra que perder tempo se lamentando e reclamando da existencia cotidiana?? Sinceramente, cortei pessoas assim do meu circulo, porque não tenho tempo nem paciência pra isso!!

Antes, achava que minha vida continuava sempre a mesma, e que permaneceria no mesmo ritmo lento. Agora, trabalhando continuamente com a P, eu vejo que a cada 15 dias, tenho um monte de novidades para contar, o que mostra que a minha vida está realmente indo pra frente! 

A vida é deslumbrar-se todos os dias, é fazer o maximo todos os dias, é lutar, é acreditar nos sonhos. Nisso, eu coloco 100% da minha força e do meu coração. A minha vida nao tem rotina e nao tem tedio. Claro que eu me adapto às condições presentes (aliás, Darwin disse que as criaturas de sucesso não sao necessariamente as mais fortes, e sim as mais adaptaveis. Tenho certeza de que nesse quesito sou muito eficiente!!). O texto abaixo mostra exatamente o que NÃO quero pra mim. kkkk...Bjs.

Do Tédio
http://g1.globo.com/platb/paulocoelho/2013/03/18/do-tedio-4/
Chega sexta-feira, você chega em casa, e pega alguns jornais que não pode ler durante a semana. Liga a TV sem som, coloca um disco. Usa o controle remoto para passar de uma estação a outra, enquanto tenta ler algumas páginas dos jornais e revistas, e prestar atenção na música que está tocando.

Os jornais não trazem nenhuma novidade, a programação da TV é repetitiva, e você já ouviu este disco dezenas de vezes. Sua mulher está cuidando das crianças, sacrificando o melhor da sua juventude, sem entender direito porque está fazendo isto.

Uma desculpa passa por sua cabeça: “bem, a vida é isto mesmo”. Não, a vida não é isto mesmo. A vida é entusiasmo, é o eterno deslumbrar-se com o milagre dos dias e das noites. Pense onde você deixou seu entusiasmo escondido. Pegue sua mulher e seus filhos, e vá atrás dele, antes que seja tarde demais. O amor nunca impediu ninguém de seguir seus sonhos.

quarta-feira, março 27, 2013

Mulheres que amam demais

"There are as many loves as there are hearts". Leon Tolstoi.

Fui assistir Anna Karenina. O filme é belíssimo, teatral, colorido, sensual e arrebatador em algumas cenas. De repente é um teatro, que vira uma estação de trem, que vira um campo gelado, que vira um salão de baile e depois uma mansão e retorna à ópera. É um visual que encanta e fascina, um recurso ousado e muito bem utilizado na produção. A cena dos cavalos é impressionante. O baile é lindo!

Anna Karenina é um épico, que admito não ter lido, porque Tolstoi e Dostoievski são um pouco "depressivos" demais para o meu gosto literário. A história vai sendo apresentada aos poucos. Primeiro a Anna, seu marido, seu filhinho...e entao ela vai para a cidade e conhece o lorde Vronsky. E este é o início do fim para ambos.

Eles se apaixonam, acham que se amam, fazem escolhas terriveis em nome desse amor e vivem as consequências dessas escolhas. Um ponto importante que o filme mostra muito bem é que somos 100% responsaveis pelas nossas decisões. A Anna tinha todas as condições para abdicar desse sentimento, e o amado capitão também. Ela quase morre por esse amor, e persiste mesmo assim. Eles escolhem ficar juntos, destroem suas vidas (e de outras pessoas) e pagam o preço por isso.



"Voce não pergunta o porquê de amar. Você ama", é o que diz o Vronsky no comecinho do romance. Tudo lindo de inicio, flores, felicidade, beijos...mas com o passar do tempo, o preço que eles pagaram para ficar juntos começa a ficar muito pesado, e o que acontece? Ela começa a culpar o amante. "Se voce me amasse, nao teria feito isso. Se voce se importasse, faria isso". E ele também culpa a Anna, e ao mesmo tempo, se sente terrivelmente culpado por tudo. Em suma, é um relacionamento martirizante e repleto de culpa, como tantos que vemos por aí. É natural do ser humano.

A Anna esqueceu quem ela era, o que era importante para ela, tudo isso para ser amada pelo Vronsky. Ela amou demais o Vronsky e por isso não pensou nos filhos, no marido, na familia, nos amigos, na sociedade, jogou tudo para o alto, em nome do tal "amor". Para o Vronsky, o preço pago não foi tão alto como a Anna. Ele se prejudicou, talvez tenha amado, mas a sociedade machista acaba redimindo os homens e crucificando as mulheres. 

Em outro nucleo do filme, o Konstantin ama a Kitty, que ama o Vronsky e é abandonada. Durante um jantar, Konstantin fala do que ele considera um amor puro. Amor para ele é sagrado, o desejo é profano.  O amor não precisa de duelo, discussão ou desentendimento. O que eu entendo hoje é que amor é um sentimento que não causa sofrimento. 

Amor é alegria, respeito, harmonia, equilibrio. Fora isso, pode ser muita coisa, mas nao é amor. A história progride, Kitty e Konstantin casam-se, vão morar no interior e são felizes. Anna perde a vontade de viver e tem um final tragico. Sentimentos em suas mais variadas formas. Recomendo o filme. E na minha opiniao, essa musica da Rihanna se encaixa com o filme, fala justamente desse tipo de "amor" que nao se entende, nao faz sentido, vai, volta. Eu gosto principalmente desse verso. (love) "it´s not something you take, it´s given". Bjs.


terça-feira, março 26, 2013

Seus cabelos...^.^

Hoje o assunto é meio bobo. Esses dias fiquei super feliz e orgulhosa porque elogiaram o tom do meu cabelo hahaha, disseram que está parecido com o tom das artistas de J-pop e K-pop. Sério!

Olha que super elogio né? Para uma mulher, isso levanta completamente o astral kkkkk!! Sei que os homens não vão entender, parece até besteira, mas o cabelo é um assunto super importante para nós, mulheres, vaidosas e fashionistas. Sério!

O meu briefing secreto em relação ao visual sempre foi (procurar) mimetizar a beleza radiante e maravilhosa das artistas japonesas e coreanas. Pelo menos estou chegando perto (humildemente). kkkk.... considerando que não uso pomada, finalizador, shampoo especial, cremes, tratamento, spray e tudo mais que elas devem usar todos os dias, acho que meu cabelo está (bem) legal. hahaha...

A minha rotina de cuidado com os cabelos requer ida mensal no Witty pra manter a cor e fazer hidratação. Também tenho outros cuidados de beleza, acho que mulher precisa se cuidar. Lógico, não adianta nada ter a unha feita, o cabelo escovado, a roupa perfeita, e nada na cabeça. Inteligencia é fundamental, né? E adoro essa musica, sempre me anima! Bjs!

segunda-feira, março 25, 2013

American Idol. Eu gosto!

Como já deu para perceber, tem epocas em que eu fico super fissurada em algumas músicas. Tem a fase menininhas K-pop, bandas rock J-pop, pop trash bem chiclete da radio, etc.

Ultimamente é minha fase Bruno Mars. Engraçado que eu nunca tinha dado muita atenção pra ele. É havaiano (eu sonho em ir pro Hawai), descendente de filipinos e mexicanos e tem umas musiquinhas legais. Mas eu fiquei interessada especialmente em uma musica dele, que escutei o Cortez cantando no American Idol.

Eu não assisto TV, mas procuro acompanhar o American Idol sempre que posso. hahahahaha, acho que tem gente lá que canta muuuuuuuuuuuuuito e os comentarios da Nick Minaj são super alto astral e engraçados. Nao gosto da musica dela, mas ela é uma pessoa muito talentosa. E além disso, a Mariah Carey está lá, sou fã né kkk...

Olha a versão Cortez:

E essa é a versão original:


Essa música é super contagiante, nao dá pra ficar no mesmo astral depois de escutá-la, nao é??

Outra música que eu AMO de paixão é do Gotye, que foi cantada pelo menino geek maluquinho de um jeito super sensivel e fofo.


E a versão original.


Achei que esse menino geek seria eliminado, porque ele cantou horrivelmente uma musica horrivel do Genesis na última etapa, mas fui olhar na Internet (ATENÇÃO: spoiler spoiler spoiler) e quem saiu na verdade foi o Curtis Finch Jr!! Justo ele, que canta MUITO, e eu achava que era o melhor de todos, mas teve o menor número de votos!! Coisa maluca não?? Nem vou contar pra minha mãe, porque ela vai ficar muito triste. hahaha...bjs!!

domingo, março 24, 2013

Listas, listas, listas!

Hoje fiquei praticamente o dia todo enfurnada dentro de casa como um esquilinho, dormindo, tomando sorvete, cumprindo minha beauty routine e descansando, porque afinal, estou trabalhando malucamente e desumanamente nas últimas semanas. Mereço descansar!!

De vez em quando sinto que meu cérebro está se liquefazendo, as sinapses estão aos poucos se desfazendo e por consequencia, estou ficando menos inteligente. Isso é o lado negativo da estafa: espero que nao vire um burn-out. Para impedir isso, preciso me desligar um pouco desse mundo autômato e automatizante!! kkkk...o problema é conseguir realizar essa proeza!!

Uma das minhas tecnicas pra relaxar e me divertir é ver no Youtube a lista da Billboard Korea e Japan e ficar procurando musiquinhas novas para me divertir. Mas a tarefa nao é nada facil. Eu sou muito chata. De 50 musicas, do K-pop eu gostei de 5. Do J-Pop menos, só 3 musicas. Se bem que a lista do Japão é maluca e mistura J-pop com Kesha e Britney Spears, então não conta muito. Como boa virginiana que sou, adoro listas, e essa é uma boa dica pra quem nao conhece muito da musica J-pop ou K-pop: acompanhando as listas, voce começa a conhecer os artistas. ^.^


Por exemplo, uma musica que eu gostei do K-pop foi essa:

Mas se eu nao tivesse visto a parada de K-pop da Billboard, não teria conhecido o genérico do PSY, o Gangbuk Fancy Pants (hahahaha pode uma coisa dessas??). Como podemos definir alguem que copia alguem que já é ridiculo? Tadinho, ele nem tem dinheiro pra fazer um clip de verdade!



E no Jpop, gostei dessa musica, gostei muito da letra também. Também gostei de descobrir esse artista, Hata Motohiro.




Portanto, gostar de musica japonesa e coreana é muito mais facil hoje, por causa do Youtube e tantas ferramentas que a gente tem no dia-a-dia. Tudo que era tão distante, fica à distancia de um clique. Isso é muito bacana e possibilita conhecer muita coisa legal. Bjs!


sábado, março 23, 2013

Negociação combinada

Eu não costumo falar muito sobre o que eu acho / sinto / vejo sobre o cenário da comunidade nikkei, fora das minhas conversas com meus amigos (amigos de verdade), porque eu já abri minha opiniao antes (quando eu era mais boba ou mais ingênua), e os comentários foram parar até nas redações de jornal (tudo absolutamente fora de contexto, lógico. Jornalistas: ÔOOO raça!!! kkkkk).

Claro que eu tenho uma posição super privilegiada, porque estou dentro de duas das principais entidades da comunidade, acompanhando o dia-a-dia dos projetos, e muitas vezes tocando esses mesmos projetos. E além disso estou todos os dias convivendo com a comunidade, então sou uma observadora atenta. Também costumo ler os jornais japoneses (confesso, leio a pagina em portugues pq tenho muita preguiça de me esforçar pra ler as paginas em nihongo, mas quem sabe um dia).

E esses dias tinha uma matéria falando sobre as eleições pro Bunkyo, que é o período que estamos atravessando atualmente. A oposição, cujos membros eu conheço, pediu alguns cargos de vice-presidencia na chapa da situação (que eu também conheço), para criar uma chapa de união. A situação nao aceitou a proposta, nao aceitou os nomes propostos, e daí, o velhinho da oposição falou: "então, a conversa parou por aqui. Torcemos para que façam um bom trabalho". Eles não vão apresentar uma chapa de oposição, até porque pelo sistema atual de eleição, é praticamente impossivel para uma oposição vencer. Bem maluco não?

Da maneira que eu vejo, trabalhar sem criticas, sem questionamento, sem oposição, faz com que a gente fique acomodado na zona de conforto, sem se esforçar, sem progredir. Talvez não seja bom dentro de casa ou na sua empresa, mas a oposição é saudável e necessária para um bom equilibrio democrático, ainda mais quando falamos do futuro de uma comunidade. É chato? Sim, concordo, mas a oposição é importante para que a situação saiba se está indo no caminho certo ou se precisa acertar o rumo.

Nessa história toda, os velhinhos da situação mais uma vez vão sair como 'ranhetas', e os velhinhos da oposição como 'enxeridos'. Mas não custava nada para a atual diretoria ter escutado com mais carinho a proposta e os nomes que foram apresentados. Se não dava para aceitar todos os nomes como vice-presidentes, que aceitasse um nome pelo menos, e negociasse cargos de diretoria, presidência de comissão, zelador do condominio, sei lá. A Dilma tem que fazer isso todos os dias não é? Infelizmente, em uma democracia, é necessário construir e combinar acordos.

Outra coisa: se realmente não dava pra aceitar os nomes propostos por um motivo ou outro, a diretoria atual deveria ter tido mais carinho e sensibilidade na hora de anunciar que não iria aceitá-los, perante a imprensa (e consequentemente, à sociedade). Talvez seja pedir demais um pouco de inteligencia emocional e habilidade no trato com a imprensa, porque ficou uma impressao que os nomes propostos não eram suficientemente "bons" para compor uma diretoria do Bunkyo, já que nao houve 'manifestação favorável', segundo saiu publicado no jornal. Eu conheço esses velhinhos e sao pessoas muito boas. Devem ter se sentido muito desmerecidos e incompreendidos quando lêem uma matéria assim publicada no jornal. Era um acordo fácil de fechar, uma negociação ganha-ganha para os 2 lados.

Eu sei, eu sei, no final, tudo isso pode ser resumido em uma palavrinha curta mas forte: EGO. Para nós, que somos da ala jovem, independente de cargos, comissões, titulos ou comendas, o que a gente busca é ajudar o mundo, nao importa a quem. Eu não preciso de um cartao de visitas escrito "Erika Yamauti - vice presidente de nao sei o quê". A maioria dos meus amigos tambem não. Lógico tem gente que precisa mais, e quem precisa menos dessa purpurina. Daí depende da (in)segurança de cada pessoa. Mas pra gente, um cartão de visitas não faz uma pessoa maior ou menor. Essa é a minha opiniao, eu não busco o brilho efêmero, mas quem sou eu para julgar o gosto dos outros pela purpurina?? Cada um faz seu caminho na vida. Bjs.

sábado, março 02, 2013

Super hiper workaholic

"Just traying be happy". Sério, uma pessoa escreveu isso e divulgou publicamente! E quem sou eu para corrigir? Pelo menos ela está tentando escrever em inglês. O que eu "escrevo" (haha) ou "falo" (haha duplo) em mandarim deve soar mais absurdo ainda! Já que são 4 tons...=)

E a professora é tao braba. Ela quer que todos prometam estudar 5 minutos de mandarim todos os dias antes de dormir. Sério!! Meus ultimos pensamentos do dia serão em mandarim?? Acho que não!! Em resumo, fiquei com medo dela. Acho que vou trocar de sala pra uma laoshi mais boazinha...^.^

Ultimamente ando trabalhando como uma maluca obcecada, em nível bem hard mesmo. No sabado, às 3 da manhã estava no aeroporto. Não contente, levei 2 pessoas comigo, porque se é pra sofrer, sofremos em grande estilo (arigato R). Fiquei lá até de manhã, depois voltei pra casa, dormi e voltei novamente de tarde para o aeroporto. Na volta, antes de entrar no carro, tive que pular algumas vezes no meio do estacionamento (pareço louca?? não ligo!!) e me beliscar forte, pra acordar meu corpo físico, porque o corpo astral já estava bem loooooonge zzzzzzz....

Bom, quando voce sente um cansaço que dá até dor de cabeça, tira a vontade de comer e que mesmo dormindo parece que não passa, será que o meu médico vai diagnosticar uma crise de estresse?? Agora, sexta-feira, estou (beeeem) melhor, mas terça e quarta, estava muito, muito cansada, totalmente burnout. E com várias crises para solucionar no meio do caminho, ou seja, nao podia parar, nao podia descansar. E nao podia faltar na aula. Ou seja, preciso de férias! #chatiada.

Hoje vi esse video super...hummmm...envolvente sobre campanha de cancer de mama. kkk...muito engraçado!! Afinal, com uns caras desses, que mulher não presta atenção na mensagem?? O meu medico disse que eu nao preciso, mas é sempre bom prevenir né?? Bjs! ^.^
https://www.youtube.com/watch?v=VsyE2rCW71o