quinta-feira, janeiro 31, 2008

Muito trabalho!!

Tempos de muito trabalho. Lutando todo dia pra fazer mais, pra melhorar, pra cumprir com todos os compromissos, e fazer o melhor possivel. Estamos nos esforçando muito mesmo, e vale a pena, é em prol do Centenario!!

Essa foto é detalhe do kagura, que esteve no Centro Cultural Sao Paulo na semana passada. Estou correndo tanto que nao tive chance de escrever a materia ainda - hehehe - só se passaram 6 dias do evento. Ai meu deus. I need help...

Pior que os outros eventos que eu ajudo estao com ciume, porque preciso me dedicar ao 100; o que fazer com velhinhos ciumentos de atençao? Porque eu nao vou conseguir me dividir em 2, muito menos 3. Mas vai dar tudo certo!

Sobre Brasilia, um comentario, a cidade é maravilhosa, Niemeyer é realmente um genio iluminado. De cima, a cidade é muito linda. De perto, ruas largas, muito verde, espaço e horizonte. Super bacana! Sobre os eventos de ultimamente, estao fantasticos, é uma oportunidade muito bacana acompanhar tudo isso de perto. E vamos voltar ao trabalho!! Bjs.

Do príncipe feliz



Um príncipe morava com seu pai no mais belo palácio da Terra. Vivia nos seus jardins, e não sabia o que se passava além dos muros do castelo.

Quando atingiu a idade adulta, o rei pediu que percorresse seu futuro reino. Alegre, o príncipe saiu pelo mundo. Logo cruzou com um enterro, e ouviu pela primeira vez falar em morte.

Encontrou pobres nas ruas, e tomou conhecimento da miséria. Viu leprosos que pediam comida, e descobriu a doença. Desesperado, voltou até o castelo.

“Descobri os horrores da vida”, disse para o sábio da corte. “Existe alguma maneira de não ter que enxergar mais isto?”

“Existe”, disso o sábio.

“Corrija o que estiver errado. Lute para ser melhor e para melhorar o mundo”.

“Mas isto é difícil”, disse o príncipe. “Não existe nenhuma solução mais fácil?”

“Existe”, disse o sábio. “Basta furar os olhos”.

terça-feira, janeiro 15, 2008

A alegria e o amor

Um fiel aproximou-se do rabino Moche de Kobryn:
- De que maneira devo usar meus dias, para que Deus fique contente com meus atos?
- Só existe uma alternativa: procure viver com amor - respondeu o rabino.
Minutos depois, outro discípulo aproximou-se e fez a mesma pergunta.
- Só existe uma alternativa: procure viver com alegria.
O primeiro discípulo ficou surpreso:
- Mas o conselho que o senhor me deu foi diferente!
- Ao contrário - disse Moche de Kobryn. - Foi exatamente igual.


Creio que exista muita gente q está meio “irada” com as coisas do Centenário. Eu tambem de vez em quando me encho um pouco e penso em ir salvar golfinhos e tartarugas marinhas. Mas aprendi a ter paciência, porque a maioria das coisas da vida a gente não consegue mudar pela força, mas pela persistência. Sei lá se essas pessoas iradas acessam este blog, mas a idéia é – ter paciência.

Somos todos voluntários na ACCIJB, e ontem fiquei muito feliz, emocionada, orgulhosa, porque conseguimos cobertura da abertura do Centenário em SP em toda mídia, inclusive no JN. Quem diria que algum dia o Jornal Nacional, o programa jornalístico de maior audiência do Brasil, divulgaria algum projeto que eu estou ajudando a construir desde o início?

Fiquei muuuuito feliz, até chorei de emoção. Porque mais de 40 milhoes de brasileiros assistiram ao programa!! Se 1% prestou atenção, já é um resultado maravilhoso!! E tenho uma participação nisso, porque se saiu na mídia foi graças ao material que eu escrevo até as 3, 4 horas da manhã, às ligações intermináveis e intermitentes com os produtores, a enchecao de saco dos 2 lados, e tudo mais do dia-a-dia de um assessor de imprensa.

Hoje fiz algo que seria impensável pra muita gente. Ajudei uma pessoa que me ferrou bastante. Mas sabe, o tempo passou, e percebi felizmente que não adianta guardar magoas de ninguém. Se a pessoa errou, sabe que fez algo errado, sofreu por conseqüência do erro, não merece ficar no lodo. Meu coração tem muita paz nesse sentido, porque eu sei que fiz o correto, e isso pra mim basta. A agitação no meu coração é porque eu quero fazer mais. Só preciso de ferramentas. Bjs.

sábado, janeiro 12, 2008

Bagunça mental??

Realmente, tem certas coisas que eu nao entendo. Algumas pessoas sao muito criticadas, dizem que elas nao fazem nada. Mas tambem, como elas farao alguma coisa, se estao fora do mailing list da entidade? E toca a Erika anjo da guarda conferir os emails da enorme lista, pra checar quem foi esquecido pela secretaria. Ai ai...

Hoje tivemos a confirmacao que o Mauricio de Sousa vai fazer o desenho do mascote do Centenario. Eu tive a oportunidade de conhecer ele, tirar foto, conhecer o estudio todo e até ganhei revistinha, foi um luxo só. Acho que essa visita com o K. e o J. já valeu todo trabalho voluntario aqui no Centenario, desde o inicio. Foi muito legal, vou procurar as fotos pra postar no blog.

Estou aqui escutando musiquinhas no meu mp3 querido, e arrumando minha agenda.Hoje devo ter falado com umas 40 pessoas - no minimo - e acabei fazendo uma bagunça enorme no meu caderno. Ultimamente, de tanto trabalho e estafa, se eu nao marco que falei com voce aqui no meu caderno, eu vou esquecer que falei com voce - e logico - esquecer o assunto tambem.

E isso é ruim, especialmente se voce é assessora de imprensa e precisa dar retorno para o jornalista. Mas continuo com uma memoria prodigiosa - decorando numeros e endereços com a mesma facilidade com que tomo uma coca-light. Acho que essa parte de esquecer as ligacoes é por causa da correria mesmo, nao dá tempo de me concentrar em cada ligacao. E na segunda, as 6 horas, o K. entra ao vivo no Bom Dia SP. E conseguimos JN, vamos torcer!

Pior é quando liga gente nada a ver, tipo uma moça que escreve pra uma revista de cachorrinhos. Ou o cara que quer saber pra onde foi o pai dele. Só sabe que chegou em 1908, e depois, nao sabe onde ele andou no Brasil. E eu lá vou saber? Se muito, o Centenario pode ter a ficha de embarque do passageiro. Depois que ele chegou aqui, ninguem ficou controlando quem ia pra onde, até porque teve muita fuga. O que passa pela cabeça das pessoas, pra fazer uma ligação interurbana pra perguntar uma coisa dessas?? ai ai ai santa paciencia....bjs. Erika

sexta-feira, janeiro 11, 2008

Vovós

Ontem fui na abertura da exposição do Tatsumi Orimoto, que serviu um jantar para 50 obatians – vovós. Foi super legal, saiba mais no www.centenario2008.blogspot.com! Deu muita mídia, mas tambem porque era um projeto diferente, bacana, e foi bom pra tentar tirar o Masp desse mar de lama – afinal, uma boa noticia é sempre melhor. As vovõs ficaram felizes com a presença da mídia!

O bacana na mostra do Tatsumi é a mãe dele, que é uma gracinha. Acho que a gente se relaciona com o trabalho dele por causa da mãe. Quando você vê as fotos, é como se ela conversasse com você, falasse algo do tipo – estou sozinha aqui no meu mundinho, meio tristinha, melhor agora que você veio me visitar...

Ai, nesse evento eu encontrei uma menininha que é filha do meu ex-chefe, por assim dizer. Ela era um bebe quando eu conheci e agora está com uns 12 anos. Credo! O tempo passa né? Ai credo. Hoje tenho muito trabalho pra fazer, e mais tarde, reuniões reuniões e mais reuniões. Bjs..

quarta-feira, janeiro 09, 2008

Fanta mala...

Ontem eu tomei um gole de fanta malásia (ou tailândia, sei lá), de manga e laranja, e fiquei com muita dor de cabeça e a costumeira manchinha no rosto. Um golinho! Imagina a quantidade de tartrazina que tem nesse negocio. Fiquem longe, é artificial demais! Tambem fui no Shopping Ibirapuera de noite, e conferimos a liquidação na Tok Stok. Jantei salada no Ibiza, foi muito bom!

È engraçado, porque hoje é quarta-feira, mas pra mim os dias estão tao longos, que me confundo de vez em quando.Hoje por exemplo, acordei as 7h30, e agora são 16 horas e eu não almocei nem comi nada. Ah, eu tomei 2 copos de suco de pêssego. E é por excesso de trabalho, olha que horror! Isso é loucura, alguem me tira da frente desse pc por favor??

Olha o comentário que eu recebi no meu blog notinhas, o internauta disse que eu fiz uma reportagem fantástica, a fonte mais completa que ele já encontrou. Ooooooopa, obrigada, mas assim eu vou ficar convencida. Hihihihihi....e na semana que vem, temos milhares de compromissos do Centenário. Eu realmente desisti de tentar controlar minha agenda nesse ponto, vou deixar as coisas me levarem e pronto. Vou onde der pra ir, e não vou onde não der pra ir. E paciência gente, porque eu não sou duas, nem tres. EU SOU SÓ UMA. Bjs!

terça-feira, janeiro 08, 2008

IUPI - retornando de ferias!!

Feliz Ano Novo! As minhas ferias na praia foram maravilhosas! O apartamento era super espaçoso, com uma varanda enorme, bem de frente pro mar, a gente dormia ouvindo o barulho das ondas....zzzz....acho que nunca dormi tao bem na vida!! E o mais legal é que parece que essa cidade tem o horizonte com mar, é como se a sua vista fosse 1/3 de terra, e 2/3 sao o mar. É uma delicia ficar olhando o mar, o dia todo!!!

No primeiro dia, chegamos, almoçamos e fomos dormir, porque aquela praia é tao relaxante que todo meu cansaço de 1 ano foi embora em 1 dia. Só de tardezinha fomos pra praia! No segundo dia, mais praia!! Tambem pegamos o carro pra conhecer a cidade, tomar sorvete e procurar um supermercado. É engraçado, porque pra chegar numa padaria, é muito longe, tem que ser de carro!!

No terceiro dia, mais praia e piscina! Tambem fomos conhecer os "pontos turisticos" da cidade, por assim dizer. Uma plataforma de pesca interditada, um parque ecologico meia boca e um poço das antas, realmente cheio de antas humanas! É tipo um laguinho, com pedras altas, e un bando de idiotas ficam pulando de cima das pedras, correndo o risco de ficarem paraplegicos. Horrivel!! E voce paga pra entar num lugar desses!!

Portanto, minha dica para os visitantes: em Monguagua, é melhor ficar na praia, do que conhecer os pontos turisticos da cidade. E nesse 3º dia, o almoço foi estrogonofe, meu prato favorito!! De noite fomos comer peixe num restaurante da cidade, muito bom, meu namo escolheu robalo com alcaparras, champignon e batata soute!! Chique!!

O ultimo dia estava muuuuuito bom pra ficar na praia, e na piscina, e tomar sorvete, tomar muito sol, e ainda deu tempo de cochilar mais um pouquinho antes de pegar o carro e subir a serra, na chuva. É engraçado que na praia, voce cochila 20 minutinhos e parece que dormiu 3 horas. Porque nao temos essa sensacao aqui na cidade???

Voltando pra nossa SP - capital, voltei pra minha rotina normal: trabalhar muito, escrever muito, comer pouco. Estou correndo com os projetos, aproveitando a energia positiva que acumulei na praia! Vamos ver se essa semana será a mais produtiva de todas!! Bjs.

terça-feira, janeiro 01, 2008

Reflexoes de ano novo

Somos todos graos de areia. Essa frase me marcou muito no filme Dolls, do Takeshi Kitano, que assisti tardiamente no feriado de Natal. Existe destino, será que estamos fadados a seguir um caminho pre-determinado? Existe redençao?

Tudo isso é discutido no filme, que nao achei triste nem melancolico. Acima de tudo, o que me tocou mesmo foi a fragilidade do ser humano, e a constatacao de que a vontade de fazer o certo nao é o suficiente. É preciso açao tambem.

Ai, está chovendo lá fora, e vou pra praia amanhã. Ataque de aguas vivas justo quando eu vou pra praia...tenha dó!! Espero que o sol volte, e possa descansar bastante e tomar muito sorvete na beira da praia!!

Esse ano é o ano do Centenario, e realmente vamos ver quem vai botar a mao na massa pras coisas acontecerem. Porque tem muito isso na comunidade, as pessoas falam muito e fazem pouco - ou quase nada. Eu me encaixo no time dos que acabam trabalhando mais do que deveriam...mas tudo bem porque eu sou worklover, afinal de contas!! Bjs e um Feliz Ano Novo!!