sexta-feira, dezembro 28, 2012

Um verdadeiro "asno"

Faz algum tempo, escrevi sobre verdadeiros gentleman que conheço e fazem parte da minha vida. Mas nem tudo são flores, pq também existem (muitos) asnos com os quais tenho que conviver. Esses dias eu resolvi ser gentil (como sempre) e falei pra pessoa: "olha, tem umas musicas J-pop, vc quer ouvir, talvez tenha alguma coisa nova que vc goste?". A minha intenção era puxar conversa, simplesmente passar o tempo, coisa trivial mesmo.

Daí o indivíduo respondeu pra mim bem estupidamente: "Quando eu quero descobrir novas musicas, eu pego e baixo num lugar chamado Internet, vc já ouviu falar?". Caramba, quanta arrogancia e empáfia!! Como eu queria dar um soco bem dado, naquele exato momento!! Logico que eu me segurei para não responder na mesma medida, pq afinal, essa é a diferença entre as pessoas e seu nível de pensamento. Vamos ver até onde essa soberba vai levar o engraçadinho, e onde a minha humildade vai me guiar. Daqui a 5, 10 anos, os resultados ficarão (ainda mais) visiveis.

Além disso, as pessoas que me conhecem sabem que eu sou muito reservada com quem eu nao conheço (*um traço puramente virginiano da minha personalidade), ou seja, me mantenho à distância segura e talvez tenha gente que não simpatiza comigo por isso mesmo.

Mas no estacionamento, o moço do estacionamento resolveu, do nada, me chamar de "gata". Não é pra rir, é sério, olha que falta de respeito!! "Pode deixar que eu estaciono, gata". "Voce precisa de ajuda, gata?". "Vai pra balada hoje, gata?". "Bom dia gata, veio pegar o carro?" (resposta mal educada que eu gostaria de dar: "não, vim no estacionamento pq nao tenho nada pra fazer". resposta ilusória que ele gostaria de escutar: "nao, vim pra ver voce kkkkkkkkkk"). Fala sério, ninguem merece isso!! #help!!

Pior é que eu não sou do tipo de pessoa confrontadora que fala algo assim: "para com essa falta de respeito, eu sou cliente!!!". Então simplesmente não dou bola pras conversas do cara, não fico sorrindo de volta (detalhe haha ele fica sorrindo pra mim), mas realmente é muito chato, "gata" é um pouco demais, passou completamente dos limites. #semnoção #falaserio #socorro

A pior de todas eu guardei pro final. Estavamos no restaurante, grupo de amigos falando muita besteira, todos rindo muito, super animados, e daí o cara simplesmente fala pra nossa amiga, que tem a mesma idade que eu. "Voce tem cara de obassan!! A Erika parece muuuito mais nova que voce...". OI?? O que vc teve coragem de verbalizar na frente de todo mundo?? Como assim?? Detalhe a pessoa é muito inteligente. Como pode ter proferido esse destempero??

Mesmo que ele eventualmente pense isso (dentro daquela mente confusa), nao é o tipo de pensamento que verbalizamos em sociedade. E a menina está muito bem, ela tem filhos, é linda e dedicada!! Eu queria ter filho e estar tão bem assim. Ou seja, ele simplesmente foi muito grosseiro, nem as 6 canecas de chope justificam!! No final, a gente acabou passando por cima do assunto. Se eu estivesse do lado dele, tinha batido nele. Sério, esse daí merecia apanhar. 

Abaixo, segue texto do Paulo Coelho falando sobre como bobagens como essas relatadas acima de vez em quando acabam nos fazendo perder o equilibrio. Eu procuro manter o meu equilibrio SEMPRE. Bjs.

---------------------------------------------------------------------

Um samurai violento, com fama de provocar briga sem motivo, chegou às portas do mosteiro zen e pediu para falar com o mestre.

Sem titubear, Ryokan foi ao seu encontro.

“Dizem que a inteligência é mais poderosa que a força”, comentou o samurai. “Será que o senhor consegue me explicar o que é céu e inferno?”

Ryokan ficou calado.

“Viu?”, bradou o samurai. “Eu conseguiria explicar isso com muita facilidade: para mostrar o que é inferno, basta dar uma surra em alguém. Para mostrar o que é céu, basta deixar uma pessoa fugir, depois de ameaçá-la muito”.

“Não discuto com gente estúpida como você”, comentou o mestre zen.

O sangue do samurai subiu a cabeça. Sua mente ficou turva de ódio.

“Isto é inferno”, disse Ryokan, sorrindo. “Deixar-se provocar por bobagens”.

O guerreiro ficou desconcertado com a coragem do monge, e relaxou.

“Isso é o céu”, terminou Ryokan, convidando-o para entrar. “Não aceitar provocações bobas”.

quinta-feira, dezembro 27, 2012

Merry Xmas mr...

Primeiro Natal longe. Depois de tantos anos juntos, foi tão melancólico e diferente. Eu tentei fazer o que eu faço melhor, que é "não pensar em nada". Pra quem nao sabe, é sério, eu me concentro e consigo controlar a minha mente pra nao pensar em nada. Lamentavelmente, a prática zen não foi suficiente para acalmar meu coração dessa vez.

Então, como boa virginiana, não perdi tempo e fui me ocupar: cuidar dos preparativos, ajudar a preparar a comida e ser gentil com os (poucos) convidados. Também bebi Lambrusco branco, que eu descobri numa festa e é a unica bebida alcoolica que gostei. Pena que eu tomo meio copo e fico tonta! Ou seja quem nao sabe beber, NAO DEVE beber...hahahaha....^.^

Fui no sitio, cantei karaoke, comi churrasco, conversei bastante, fiquei na piscina, tomei sol, brinquei com os cachorros. Em suma, me ocupei, mas senti falta de uma FESTA de verdade, aquele festão que reune a familia de 50 pessoas, aquela bagunça, correria e animação...senti falta de todos que nao estao mais na minha vida cotidiana, que vão viver vidas paralelas a minha., que vou encontrar apenas lateralmente a partir de agora. Senti falta de vc, que nao vai ler esse post. Senti falta de mim, da Erika que eu fui e infelizmente não sou mais. Confesso que tem vezes que eu queria voltar a ser a pessoa que eu fui (se isso fosse possivel, já teria feito faz tempo).

Enfim, temos que viver com nossas escolhas, e eu fiz a minha escolha, agora preciso conviver com isso e  desvendar o que o futuro me reserva, construindo meu novo caminho habilmente, com muita esperança e coragem. Eu desejo que voce tenha muita felicidade, amor, paz e alegria. Que sua vida seja a mais linda de todas. E que um dia possamos nos encontrar no Natal novamente como sempre fizemos. E qdo escuto essa musica (linda aliás) penso em vc. Bjs.

terça-feira, dezembro 25, 2012

Decisoes (muito) dificeis...

Essa semana tive que fazer algo que simplesmente o-de-i-o fazer, que é dispensar uma pessoa no escritorio. Eu realmente nao sei fazer isso muito bem e espero crescer bastante para contratar logo um gerente de RH, que só vai pensar nisso. Foi muito dificil pra mim e pra pessoa...mas tive que falar, fazer o quê?? É se preparar e ir em frente.

Quando as pessoas pensam em "empreendedorismo", elas geralmente só veem o lado bom da coisa. A liberdade de fazer seu proprio horário, a garra pra ir atrás dos clientes, a dedicação para emplacar novos projetos. Tudo isso é muito bom. E é verdadeiro. Mas na verdade, empreender é muitas vezes estar sozinho nas horas ruins (algumas vezes até nas boas hihi), trabalhar mais do que os outros, aguentar muita coisa calado e tomar decisoes muito, muito dificeis (sozinho).

Sim, porque eu posso perguntar pra P, pras outras pessoas lindas que trabalham comigo, mas no final, cada decisao tomada no escritorio é minha responsabilidade. Entao cada passo que eu dou, preciso pensar na minha responsabilidade com as pessoas e com a empresa. Por isso acabei tomando essa decisão dificilima pra mim. Eu pessoalmente nao queria ter feito isso, mas tentei varias vezes e nao deu certo a tentativa de melhoria...entao o jeito foi dispensar. Pensando racionalmente, essa foi a decisão que tomei. Emocionalmente? Um desafio pra mim pq eu sou muito coração, menos razão.

Numa inspiração meio HQ, "grandes poderes trazem grandes responsabilidades" (#spiderman). A medida em que vamos avançando no jogo, as decisões que tomamos vão ficando mais dificeis e isso já deve ser esperado. Eu preciso estar preparada psicologicamente para lidar com esse tipo de dificuldade e transformar o que é sofrido e dificil em uma nova oportunidade. Espero que Deus me ilumine pra conseguir enxergar esses lampejos nas entrelinhas do processo. Bjs.

segunda-feira, dezembro 24, 2012

Espirito natalino (cadê???)

Coelho Nero
Fui fazer as compras de Natal com a minha mãe, pra comprar aquelas coisas que tem que comprar todo ano, tipo tender, chester e frutas...puxa, meudeus, que programa horroroso.

É época de Natal, amor, paz e harmonia, mas tinha gente brigando no supermercado por coisas bestas, tipo vaga no estacionamento, fila, gelo e bacalhau. Cadê o espirito natalino das pessoas?

Pior que estava há mais de uma semana gripada, dopada, com dor de cabeça, e foi dificil manter o bom humor. Mas consegui. Porque as coisas nao acontecem comigo. Eu faço as coisas acontecerem no mundo. Eu tinha o poder de não descontar em ninguem a frustração das compras natalinas e creio que consegui (espero!).

No final, o moço do estacionamento veio me ajudar a colocar as compras no carro e a gente estava conversando e ele disse que no dia anterior, só pra estacionar estava demorando 30 minutos e que a fila para entrar no supermercado começava do outro lado da avenida!! Credo, eu ia embora com certeza e passava a ceia com o que tem na geladeira!! A que ponto chegamos nessa loucura consumista? Realmente, estamos todos consumidos pela Matrix da Classe Media (um dos temas do curso que estou fazendo). Bjs.

terça-feira, dezembro 18, 2012

Tempo passando


Quando eu penso que o ano já está acabando daqui a alguns dias, me vem uma certa angustia no coração. Porque eu realizei muita coisa nesse ano, mas também faltou um outro tanto (enoooooooooorme) de coisas para colocar em prática. Mudei bastante a minha vida, mas ainda posso mudar mais. Sei que poderia ter aproveitado melhor o meu tempo.

Uma coisa que coloquei em prática esses dias, com o curso que estou fazendo, é parar de desperdiçar o meu tempo, que afinal, é meu ativo mais valioso

O tempo nao para, nao espera e nao volta, entao não posso ficar desperdiçando meu precioso tempo em conversa inutil/besta no facebook, em trocas interminaveis de emails, em eventos chatos ou em tarefas que outra pessoa poderia fazer no meu lugar perfeitamente. O meu tempo é a minha maior riqueza e preciso aprender a valorizá-lo mais e mais.

Fico pensando nas pessoas que passam o dia trabalhando o dia inteiro em empregos que absolutamente ODEIAM. Que vida é essa?? A gente está vivo pra buscar a excelência, pra buscar nossos sonhos, pra atingir nosso infinito potencial humano. É pra isso que vivemos, nao é pra pagar contas, nem juntar dinheiro, nem comprar carro ou brinquedinhos de adulto. Mas voce pode me dizer: "Ah Erika, nao é bem assim, voce faz o que voce gosta, voce tem sua empresa, é uma pessoa privilegiada, eu nao sou assim...". Porquê?? Por que precisa ser assim?? 

O A. veio me falar que pediu demissão do emprego que odeia. Na hora pensei: DEMOROU! Devia ter feito isso 1 ano atrás. E agora, mais de 1 ano, 12 meses se passaram, 52 semanas. Quem vai trazer essas horas de vida de volta pra alguem? Nao existe isso, o momento que passou foi embora e nao volta mais. Acho que a gente devia utilizar nosso tempo e nosso potencial mental para missões mais elevadas espiritualmente do que simplesmente "sobreviver". Isso nao é viver. Segue um texto bacana que vi no blog do Paulo Coelho sobre o assunto. Bjs.

Se você está em dúvida sobre suas atividades profissionais, pare diante do espelho e pergunte: “meu trabalho me faz bem?”. Às vezes é necessário cumprir certas etapas, porque escolhemos determinado caminho – e tudo tem seu preço.

Mas, se o que você está fazendo agora não é parte de seus sonhos, pare. Você está colocando ali, no mínimo, oito horas de vida por dia. Não acredite naquela história de “ah, eu vou fazer isto por um tempo, e depois farei o que realmente desejo”. Se você agir assim N-U-N-C-A terá oportunidade para viver da maneira que realmente quer. Não vale a desculpa: Ah, eu me sacrifico por pessoas que amo”. As pessoas que lhe amam querem lhe ver feliz.

Não há dinheiro que pague seu tempo. Lembre-se: quando ficar velho, onde vai comprar de volta os minutos de vida que vendeu? Não existe um Banco de Vida. O que existe é a Vida.

segunda-feira, dezembro 17, 2012

Gosto musical muito seletivo!!

O C emprestou pra mim um cd com 194 musicas J-pop. Eu achei muito legal esse emprestimo, porque a minha busca por novas musicas acaba se direcionando com base no que já estou escutando, entao fico meio viciada em ouvir as mesmas coisas de sempre (ultimamente, muito Kpop rsrsrsr).

Escutei todo o CD hoje, e olha como eu sou seletiva: só escolhi 30 musicas pro meu mp3 hahaha!! Algumas eu sei que nem vou escutar depois rsrsrsrs...mas achei que tinham alguma coisa diferente e por isso salvei. E outras sao versoes em japones de musicas coreanas hahaha!! É bom escutar a seleção musical de outra pessoa de vez em quando. È uma oportunidade pra conhecer novos estilos né??

Vou dizer que simplesmente o-de-i-o aquelas musicas que tem uma menina (ou duas, ou tres) com voz estridente gritando "AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH" naqueles tons altos de quebrar copo de vidro. Aliás, não entendo como japonês gosta tanto disso.

E aqueles grupos que tem tipo umas 30 meninas juntas, uma mais esquisita que a outra, todas com a mesma roupinha? Que fetiche é esse, meudeus?? Nao dá pra entender PORQUÊ japonês gosta tanto disso. Por exemplo, tem uma musica do tamanegui (cebola) que é muito bizarra!! A menina devia estar (muito) bêbada quando concordou em gravar uma musica e filmar um video vestida de cebola!!


É engraçado porque eu escuto as musicas e sinto muita semelhança entre as 194 faixas, parece que grande parte está na mesma batida, no mesmo tempo, até no mesmo tom (irritante) de voz. Acho que isso é um problema da musica pop em geral nao é? Bom, pelo menos eu encontrei minha nova musiquinha favorita, que é do AAA. É um grupo que mistura meninas e meninos (os meninos são meio feios, na verdade rsrsrs), mas tem umas musicas legais! E tem tb a musica do Gran Rodeo, que é tema de um anime sobre basquete. Bjs.





Em tempo, tinha esse video que descobri no blog do @forastieri. Esse video que é um mashup do Daniel Kim mostra que realmente as musicas de hoje são muito igualzinhas, padronizadas, pasteurizadas. Ainda existem alguns lampejos de originalidade (tipo PSY rsrsr), mas são muito poucos no meio de um oceano de mediocridade. Bjs.

terça-feira, dezembro 11, 2012

Too Close com Alex Clare

Eu vi esse video (Alex Clare - Too Close) de relance e fiquei procurando quem era o cantor, pq achei super interessante a relação do kendô com a música.

Nunca tive vontade de praticar kendo (sou mais karate, rsrsrsr) mas pessoalmente acho que é uma arte marcial linda e admiro quem se dedica de coração (alias, machuca muito hahaha #not4me).

Hoje em dia, é muito dificil praticarmos valores tradicionais como dos samurais, mas é uma prática que enobrece a humanidade. Ser um "samurai" nos dias de hoje é lutar por valores que precisamos preservar, buscar o caminho, não desistir da ética e da moral. Artes marciais mostram essa filosofia aos praticantes. Bjs!

segunda-feira, dezembro 10, 2012

No hablo mandarin!!

Essa semana passei uma situação engraçada no restaurante chinês. Inventei de ir num daqueles restaurantes em que não tem ninguém que fala português (sabe aqueles da Liberdade que você tem até medo de entrar?? Que só tem chineses como fregueses?? Que só tem cardapio em chinês ou em português meio maluco??).

Pois é, eu achei, realmente achei que dava pra fazer alguma coisa com o que eu teoricamente aprendi no curso, mas descobri que o meu nivel de mandarim nao é suficiente nem pra pedir refrigerante!! Hahahaha!! Só disse boa tarde e olhe lá. De resto, tudo incompreensivel, falam muito rápido, minha pronuncia é muito ruim, ou sou muito lerda rsrsrsrs...pior que tenho prova terça-feira (#comofaz??).

Chegou uma hora que eu precisei pedir pra ver fotos dos pratos para escolher. E pra lembrar a palavra "foto"? E pra atendente me entender? Mimica! hahaha...ainda bem que tinha um painel com algumas fotos na frente do restaurante entao ela me levou lá e pedi o "Pato de Pequim" (sinceramente, não gostei kkkk). Nunca tinha comido pato na vida, tem uma cor mais escura que frango e eu achei meio seco/sem graça...mas foi bom como experiencia (pra não repetir hahahaha)!!

Da proxima vez vou pedir ajuda pro meu laoshí (professor) ou algum amigo descendente de chineses, porque é muito ruim chegar num restaurante e nao entender nada!! hahahaha. Bjs!

domingo, dezembro 09, 2012

Perdida na tradução...

Kdorama Tumblr
É muito engraçado acompanhar a minha batian assistindo K-doramas. Porque eu assisto a versao original com legenda em inglês, mas ela assiste a versão com dublagem em japones e legendas também em japonês...kkkk...

Eu fico acompanhando as reações dela (ela tem 87 aninhos). E ela chora, faz assim "aaaahhhhh" quando acontece alguma coisa tipo perseguição de carro e/ou moto, e sorri quando tem alguma brincadeira e se emociona nas cenas mais melosas (aliás, típicas de K-dorama).

Pra mim é meio surreal ver os atores e atrizes dublados em japones...mas é uma forma que o mercado K-pop conseguiu inventar pra entrar no Japão né. Tem até trailers dos novos doramas, super produzidos como trailer de cinema. Afinal, é uma industria cultural!!

Falando em industria cultural, fui praticamente obrigada a assistir "Amanhecer - parte 2" porque nao tinha outra opção de filme no Cinemark...kkkkk....totalmente ridiculo e olha que nao tinha assistido nenhum episodio anterior...sem comentários sobre a tal da Bella e do Edward, mas o mais surreal pra mim foi a maneira como trataram os personagens brasileiros.

As vampiras brasileiras
Sim, porque eles fazem uma reuniao de vampiros do mundo todo e aparecem 2 brasileiras da Amazonia. Ou seja, quando se referem ao Brasil, mostram macacos, florestas e moças de tanguinha.

E tem mais 2 personagens da Amazonia, o moço que aparece no final, junto com outra moça (que é oriental, porque é logico, aqui no BR somos todos meio orientais #fail), pra salvar a menininha vampiro/humana. Ambos confortáveis de tanguinha, no meio da neve. Claro, afinal são vampiros e nao sentem frio. Uma belíssima apresentação dos estereotipos sobre o Brasil. E duas horas da minha vida que perdi num filme muito, muito, muito besta. =P. Bjs!

sexta-feira, dezembro 07, 2012

Quero aprender mais e mais!

Minha amiga esses dias reclamou que eu trabalho até de madrugada (trabalho mesmo, continuo trabalhando e pra falar a verdade, eu gosto!!). Mas daí ela perguntou: "me fala como vc trabalha desse jeito e lê 5 livros por mês????"

Olha vou confessar que agora em novembro, não li 5 livros, mas "apenas" 2. Acabei de ler "A Menina do Vale" da Bel Pesce e li aquele livro de poemas sobre "11 de Março". E tenho um monte de livros aqui na minha cama pra ler em dezembro/janeiro. #amomuito!! Sempre amei ler!!

Bom, tive uma noticia ruim porque nao tirei a nota que eu devia/queria ter tirado em japonês. Isso porque eu nao fiz lição de casa...sniff...e nao fui bem nas provas semanais de kanji (mame test)...chuif...na hora fiquei meio baqueada, depre, mas bola pra frente, que semana que vem tenho prova de mandarim!! hahaha!!

E eu, toda chique, falando com um costa-riquenho essa semana, em espanhol?? Pensando em portugues, querendo responder em ingles (que é mais natural pra mim), buscando as palavras em espanhol, foi muito engraçado!! E o cara ainda acha que eu sou fluente!! Por isso...rsrsrs...meu proximo curso será espanhol. Depois coreano. Só nao sei se vou misturar as palavras na minha cabeça, porque na aula de mandarim, muitas vezes eu penso em japonês que é mais comum pra mim kkkk....já imaginou se eu misturar coreano nessa salada mental??

Também estou meio numa onda de fazer cursos. Hoje me inscrevi em dois, depois que começarem as aulas eu explico melhor e falo sobre o assunto. Um é sobre planejamento financeiro, e outro sobre marketing de precificação. Eu realmente acredito que quanto mais eu conheço, mais eu estudo, mais eu vou querer aprender, melhorar e compartilhar conhecimento. Eu realmente gosto muito de estudar as coisas que me interessam. Acho que investimento em cursos e livros é a melhor utilização que posso dar para meu dinheiro, porque com isso, vou multiplicar minhas oportunidades de crescimento. Quero sempre continuar aprendendo! Bjs.